Um teórico na pós-modernidade / A Theorist in Post-Modernity

Thiago Castañon Loureiro

Resumo


Resumo: Em homenagem aos cem anos da teoria da literatura (1917-2017), que coincide com os 80 anos de Luiz Costa Lima, o presente artigo propõe fazer um balanço do lugar que a obra do pensador brasileiro ocupa no cenário atual, contextualizando sua contribuição no que pode ser considerado o terceiro momento (pós-moderno) de problematização da literatura. Partindo do nascimento da ideia de uma teoria da literatura com Schlegel, verifica-se o adiamento desse começo até as primeiras décadas do século XX. Será a partir dos anos 1980, quando se propaga a crise da “alta teoria” da literatura, que Costa Lima se destacará por deslocar sua questão fundamental (o que é literatura?) do marco antropológico do sujeito kantiano, pela reindagação da mímesis, apontando novos problemas para a reflexão contemporânea sobre o poético.

Palavras-chave: Luiz Costa Lima; teoria da literatura; mímesis; sujeito; pós-modernidade.

Abstract: In honor of the one hundred years of literary theory (1917-2017), which coincides with the 80 years old of Luiz Costa Lima, the present article proposes to take stock of the place that the work of the Brazilian thinker occupies in the current scenario, contextualizing his contribution which can be consider the third moment (postmodern) of problematization of the literature. Starting from the birth of the idea of a literary theory with Schlegel, it is verified the delay of this beginning until the first decades of century XX. It will be from the 1980s, when the crisis of the “high theory” of literature spreads, that Costa Lima will stand out by displacing its fundamental question (what is literature?) from the anthropological framework of the Kantian subject, by the inquiry of mimesis, pointing new problems to the contemporary reflection on the poetic.

Keywords: Luiz Costa Lima; literary theory; mímesis; subject; postmodernity.


Palavras-chave


Luiz Costa Lima; teoria da literatura; mímesis; sujeito; pós-modernidade; iterary theory; subject; postmodernity.

Texto completo:

PDF

Referências


LIMA, L. C. Escritos de véspera. Florianópolis: Ed. UFSC, 2011.

LIMA, L. C. Limites da voz (Montaigne, Schlegel, Kafka). Rio de Janeiro: Topbooks, 2005.

LIMA, L. C. Mímesis e modernidade: formas das sombras. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

LIMA, L. C. Mímesis: desafio ao pensamento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

LIMA, L. C. Vida e mímesis. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1995.

SCHLEGEL, Friedrich. Introdução à história da literatura europeia (1803-1804). tradução de Luiz Costa Lima. Anima: História, Teoria e Cultura. Revista do Departamento de Pós-Graduação em História Social da Cultura da PUC-Rio, Rio de Janeiro, ano I, n.1, p. 129-149, 2001.

SCHWABE, Gabriele. Criando irrealidades: a mímesis como produção de diferença. In: GUMBRECHT, H. U.; ROCHA, J. C.; (org.). Máscaras da mímesis: a obra de Luiz Costa Lima. Rio de Janeiro: Record, 1999 1999, p. 115-137.

SOUZA, R. Acízelo (org.). Uma ideia moderna de literatura: textos seminais para os estudos literários (1688-1922). Chapecó: Argos, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.0.0.%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Thiago Castañon Loureiro

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.