Ismael Nery e Murilo Mendes, criador e criatura reciprocamente / Ismael Nery and Murilo Mendes, creator and creature vice versa

Éverton Barbosa Correia

Resumo


Resumo: Tendo sido publicado esparsamente, a primeira vez que um poema de Ismael Nery aparece em livro é na Antologia de poetas brasileiros bissextos contemporâneos (1946), organizada por Manuel Bandeira e de onde será extraído o corpus de análise deste artigo: um poema que já havia sido publicado na revista A ordem e dois inéditos até então. Devido à relação entre os poetas, a escrita muriliana – ora em prosa, ora em verso – se oferece, pelas circunstâncias, como mediadora da compreensão lírica do amigo por meio do poema replicado e do volume Recordações de Ismael Nery, dimensionando simultaneamente a amizade e os conflitos que os imantavam. Para dispor de uma visão contrapontística àqueles significantes verbais, a prosa memorialística de Pedro Nava será acionada por meio de O círio perfeito, porque detalha com precisão o perfil da persona em foco.

Palavras-chave: poesia brasileira moderna; literatura comparada; memória; Ismael Nery; Murilo Mendes.

Abstract: Having been published sparsely, the first time a poem by Ismael Nery appears in book is in Antologia de poetas brasileiros bissextos contemporâneos (1946), organized by Manuel Bandeira and from where will be extracted the occasional corpus for the analysis in this article: a poem already published in the magazine A ordem and two unpublished so far. Due to the relationship between the poets, murilian writing – at times in prose, at times in verse – offers itself, by the circumstances, as a mediator of lyrical understanding of the friend through the poem replicated and the volume Recordações de Ismael Nery, which gives the size of friendship that surrounded them, as well as the involved conflicts. To offer a counterpoint to those verbal significant, the memorial prose of Pedro Nava will be triggered through O círio perfeito, because it depicts precisely the profile of that persona in focus.

Keywords: modern Brazilian poetry; comparative literature, memory, Ismael Nery, Murilo Mendes.


Palavras-chave


poesia brasileira moderna; literatura comparada; memória; Ismael Nery; Murilo Mendes; modern Brazilian poetry; comparative literature, memory.

Texto completo:

PDF

Referências


BANDEIRA, Manuel (org.). Antologia de poetas brasileiros bissextos contemporâneos. Rio de Janeiro: Zélio Valverde, 1946.

BANDEIRA, Manuel. Antologia de poetas brasileiros bissextos contemporâneos. Rio de Janeiro: Organização Simões, 1964.

BANDEIRA, Manuel. Antologia de poetas brasileiros bissextos contemporâneos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1996.

BARBOSA, Leila Maria Fonseca; RODRIGUES, Marisa Timpori Pereira. Ismael Nery e Murilo Mendes: reflexos. Juiz de Fora: UFJF/MAMM, 2009.

MENDES, Murilo. Ismael Nery, poeta essencialista. Boletim de Ariel, Rio de Janeiro, a. III, n. 10, p. 268, jul. 1934.

MENDES, Murilo. Os quatro elementos (1935); Mundo enigma (1942). Rio de Janeiro/Porto Alegre/São Paulo: Livraria Globo, 1945.

MENDES, Murilo. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.

MENDES, Murilo. Recordações de Ismael Nery. 2. ed. São Paulo: Edusp, 1996.

NAVA, Pedro. O círio perfeito. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983. (Coleção Memórias, v. VI).

NERY, Ismael. Ismael Nery. In: BANDEIRA, Manuel (org.). Antologia de poetas brasileiros bissextos contemporâneos. Rio de Janeiro: Zélio Valverde, 1946. p. 71-75.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.29.4.13-28

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Éverton Barbosa Correia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.