Traduzindo a poesia de Wilhelm Busch: um processo de “Convergências” e de “coincidências” / Translating Poems by Wilhelm Busch: A Process of “Convergences” and “Coincidences”

Rosvitha Friesen Blume, Edelweiss Vitol Gysel

Resumo


Resumo: O presente artigo advoga, com base nos comentários de tradução de três poemas de Wilhelm Busch do alemão ao português do Brasil, a favor da traduzibilidade da poesia. Como fundamentação teórica parte-se da problematização da tradicional noção de equivalência em tradução realizada por Weininger (2012) e adota-se os conceitos de “convergência” e de “coincidência” de Beaugrande (2007), defendidos por Weininger, como apoio metodológico para a realização prática dos desafios tradutórios em questão.

Palavras-chave: Wilhelm Busch, traduzibilidade de poesia, “convergência e coincidência”.

Abstract: Based on the comments about the Brazilian Portuguese translation of three German poems by Wilhelm Busch, this article argues in favor of the translatability of poetry. Weininger’s (2012) problematization of the traditional notion of equivalence in translations provides the basis for the theoretical framework of this study. As a methodological scaffold used to address the translation challenges in question, this study makes use of Beaugrande’s (2007) notions of “convergence” and “coincidence” defended by Weininger’s.

Keywords: Wilhelm Busch, translatability of poetry, “convergence and coincidence”.


Palavras-chave


Wilhelm Busch, translatability of poetry, “convergence and coincidence”.

Texto completo:

PDF

Referências


BEAUGRANDE, Robert. Poetic Translation Revisited. Disponível em: www.beaugrande.com/POETRANS%20MAIN%20HEADER.htm. Acesso em: 10 nov. 2015.

BERMAN, Antoine. A Tradução e a Letra ou o Albergue do Longínquo. Tradução de Marie-Hélène Catherine Torres, Mauri Furlan, Andréia Guerini. Tubarão: Copiart, 2012.

BACHOFNER, Ernst; NIEDERER, Max; VÖGELI, Viktor. Gedichte. Zürich: Lehrmittelverlag des Kantons Zürich, 1979. p. 7- 23.

KAHL, Joachim. Philosophie und Humor im Werk Wilhelm Buschs. Disponível em: http://www.kahl-marburg.privat.t-online.de/Kahl_Busch.pdf. Acesso em: 10 nov. 2015.

MELLO, Simone Homem. A tradução da poesia ilustrada de Wilhelm Busch no Brasil: Proposta de um novo padrão métrico-acentual. Pandaemonium Germanicum, São Paulo, v. 17, n. 24, p. 87-109, dez. 2014.

WEININGER, Markus. Algumas reflexões inevitáveis sobre a tradução de poesia. In: BLUME, R. F., WEININGER, M. J. Seis décadas de poesia alemã. Do pós-guerra ao início do século XXI. Florianópolis: Editora da UFSC, 2012. p. 193-216.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.25.2.161-173

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Rosvitha Friesen Blume, Edelweiss Vitol Gysel



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.