O papel da prosódia na expressão de atitudes no discurso político

Leandro Moura

Resumo


Este trabalho tem por objetivo investigar como a prosódia corrobora a construção de sentido das atitudes expressas nos momentos de desqualificação do outro no discurso político. Para isso, realizamos um estudo acústico, a fim de observar como alguns parâmetros prosódicos, como a frequência fundamental (F0), a duração e a intensidade, se comportam na expressão de atitudes de ataque, quais sejam, a crítica e ironia, em quatro debates político-eleitorais televisionados. Para isso, foram realizadas medições nos pontos globais de F0 e calculadas as taxas de articulação e de elocução, além da duração média das pausas e das sílabas pretônicas e tônicas finais. Além disso, medimos também a média de intensidade por enunciado. Nossos resultados nos mostraram que os locutores fazem ajustes nos parâmetros prosódicos supracitados durante a expressão das atitudes de crítica e de ironia. Essas atitudes apresentam maiores valores de F0 e de intensidade, além de apresentar velocidades de fala diferentes entre elas e enunciados neutros, funcionando como pistas para o reconhecimento das atitudes estudadas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Anais do Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala - ISSN 2237-6836