O papel da prosódia na organização dos constituintes prosódicos e sua importância na realização de sândi vocálico externo na leitura

Camila Leite, Ceriz Bicalho

Resumo


A forma como a leitura de um texto é realizada pode modificar a maneira como o leitor organiza o texto prosodicamente, mais especificamente, com relação aos sintagmas entoacionais. Tal organização, somada à velocidade de leitura efetuada pelo sujeito, aponta para uma maior ou menor ocorrência, no caso deste trabalho, de sândi vocálico externo. Essa pesquisa trata da relação existente entre a velocidade de leitura, organização prosódica e os eventos de sândi vocálico externo. Realizamos um experimento piloto, a partir do qual já foi possível confirmar nossas hipóteses e apontar questionamentos para a continuação do trabalho.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Anais do Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala - ISSN 2237-6836