Escolhas prosódicas e a construção do ethos do apresentador de talk shows

Leandra Antunes

Resumo


Este estudo tem por objetivo mostrar como as escolhas prosódicas contribuem para a construção do ethos do apresentador de talk shows. Tendo por corpus dois episódios de dois talk shows brasileiros, analisamos acusticamente os parâmentros prosódicos de frequência fundamental e duração de Danilo Gentili e de FábioPorchat, interagindo com Anitta e Tiririca. Concomitantemente, analisamos os efeitos discursivos que essas escolhas prosódicas auxiliaram a construir para formação do ethos desses apresentadores. Nos momentos em que se busca maior credibilidade, ou em que são abordados assuntos menos polêmicos, os apresentadores usam valores menores de frequência fundamental (registro) e menor tessitura, maior velocidade de fala e padrões canônicos nos movimentos melódicos finais nas questões que enunciam. Ao abordar temas mais polêmicos, ou na construção do humor frente ao entrevistado, há tendência de usar valores mais altos de frequência fundamental e tessitura; movimentos melódicos finais que podem diferir dos canônicos nas questões; menor velocidade de fala, podendo aparecer pausas internas (nesse caso, apenas para o locutor Danilo Gentili) nas perguntas feitas. Essas modificações prosódicas auxiliam a construir o sentido em diferentes momentos do talk show, modificando também a imagem ethica que se tem do apresentador.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Anais do Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala - ISSN 2237-6836