Entoação das interrogativas totais do espanhol como língua estrangeira Produção de quatro professores de espanhol com dialeto curitibano e a percepção de cinco espanhóis

Pollianna Milan

Resumo


Esta pesquisa investigou a produção de interrogativas totais do espanhol feitas por quatro professores de espanhol que têm esse idioma como língua estrangeira (LE). Tais professores são brasileiros, da variedade dialetal curitibana, e dizem falar o espanhol madrilenho. Por isso, foi gravado um madrilenho que serviu de informante controle dos dados obtidos. As gravações de situações de fala espontânea e induzida mostram que os informantes de LE podem alterar a entoação do espanhol conforme o ambiente onde estão.

Texto completo:

Sem título () PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Anais do Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala - ISSN 2237-6836