Aquisição prosodico-fonológica em crianças na faixa etária de 2;5 a 3;2 anos com histórico de prematuridade – estudo piloto

Julio Cesar Cavalcanti de Oliveira, Daniela Monique Tavares dos Santos, Luzia Miscow da Cruz Payão

Resumo


Diversas pesquisas relatam atraso na aquisição fonológica em
crianças prematuras, sinalizando a influência de fatores
socioculturais e ambientais nesse processo. Este estudo analisou
a expansão prosódica a partir dos preenchimentos segmentais
da fala de três crianças do sexo feminino, pré-termo, com idades
entre 2;5 e 3;2anos. Evidenciou-se maior preenchimento
segmental na sílaba tônica e diferenças no vocabulário quanto à
complexidade das palavras produzidas, relacionando-se com a
escolarização e o nível sociocultural. A expansão do inventário
segmental influenciou na inteligibilidade dos enunciados.
Salienta-se o monitoramento especializado em prematuros, a
fim de prevenir e interceptar possíveis alterações de linguagem.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Anais do Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala - ISSN 2237-6836