A descrição entoacional dos contornos melódicos da asserção e da questão total do PB: comparando duas abordagens

Luma da Silva Miranda

Resumo


Este trabalho apresenta os resultados de uma análise fonéticoexperimental
da entoação do português brasileiro para a
comparação da descrição entoacional dos contornos melódicos
da asserção e da questão total fornecida por dois modelos. O
primeiro modelo selecionado para este trabalho é o modelo
Autossegmental e Métrico por já ter sido utilizado na
descrição entoacional do PB. O segundo modelo selecionado é
o modelo IPO cuja análise se baseia na configuração da curva
melódica e em uma abordagem percpetiva para a descrição da
entoação, incluindo a eliminação das informações irrelevantes
para fins comunicativos que são de origem fisiológica. As
curvas melódicas da asserção e da questão total foram
estilizadas segundo a abordagem do modelo IPO, para testar
hipóteses fonológicas. Em seguida, testes de percepção foram
aplicados com 20 ouvintes. A partir dos resultados dos testes,
foram encontradas características acústicas desses contornos
melódicos que os caracterizam fonologicamente ou que
prejudicam seu reconhecimento funcional. Na análise
conduzida neste trabalho, vários pontos de convergência foram
demonstrados entre a descrição proposta pela notação
fonológica do modelo AM e a análise experimental feita
segundo o modelo IPO.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Anais do Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala - ISSN 2237-6836