“O PAPEL ROXO DA MAÇÔ: AMPLIANDO O REPERTÓRIO ARTÍSTICOLITERÁRIO DO LEITOR POR MEIO DA RELAÇÃO IMAGEM-TEXTO

José Ignacio Ribeiro Marinho, Ângela da Silva Gomes Poz, Giselda Maria Dutra Bandoli, Helga Carvalho Baptista de Almeida, Joseani Adalemar Netto

Resumo


O presente artigo sugere a aplicação e o desenvolvimento de uma sequência
didática com base em O papel roxo da maçã, de Marcos Bagno, nas aulas de Língua Portuguesa/Literatura, em sétimos anos, em três escolas municipais, em Itaperuna/RJ, Paraíba do Sul/RJ e Santos Dumont/MG. Objetiva-se uma possibilidade de ampliação do repertório artístico-literário do leitor, envolvendo os discentes das escolas, para que consigam compreender a relação imagem-texto presente na obra de Bagno. Como aporte teórico, recorremos a Candido (2004), Biazetto (2008), Zohar (2013), Iser (1996), dentre outros. Outros professores, além dos professores de Língua Portuguesa, poderão ter nesta proposta um caminho para o trabalho com o texto verbal e o não verbal em suas aulas.


Palavras-chave


práxis pedagógica; O papel roxo da maçã; repertório; imagem-texto; língua portuguesa/literatura.

Texto completo:

PDF

Referências


BAGNO, M. O papel roxo da maçã. 10 ed. Curitiba: Positivo, 2012.

BARBOSA, A. M. Educação e desenvolvimento cultural e artístico. Educação e realidade. Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 9-17, jul/dez. 1995.

BIAZETTO, C. O que é qualidade em ilustração no livro infantil e juvenil: com a palavra o ilustrador. Org. Ieda de Oliveira. Ed. Difusão Cultural do Livro, 2008.

CANDIDO, A. O direito a literatura. In:_ . Vários escritos. Rio de Janeiro/São Paulo: Ouro sobre Azul/Duas Cidades, 2004, p. 169-191.

EVEN-ZOHAR, I. Teoria dos polissistemas. Revista Translatio. v. 4. p. 2-21, 2013 [Marozo, Luis Fernando, Carlos Rizzon & Yanna Karlla Cunha trans.].

FRANÇA, T. M. S. Leitura, arte e educação. Curso Formação de mediadores de leitura.Universidade Aberta do Nordeste. Fundação Demócrito Rocha. s.d.

ISER, Wolfgang. O repertório do texto com o leitor. In: O ato da leitura. Uma Teoria do efeito estético. v. 1. São Paulo: Ed. 34, 1996, p.101-157.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2317-0239 (Eletrônico)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.