TRAÇOS DE IDENTIDADE EM UMA TECNOBIOGRAFIA

Natalia Eliza Novais Alves

Resumo


No presente trabalho abordarei o conceito de Identidade e a relevância da pesquisa narrativa (MOUTINHO; CONTI, 2017) para gerar compreensão sobre como nossas identidades são fragmentadas e modificadas durante nossa vivência e nossa experiência com a tecnologia. Para tanto, apresentarei uma tecnobiografia (história de vida em relação a tecnologias), analisando-a a partir do conceito de “identidades fragmentadas” proposto por Moita Lopes (2002). Tal metodologia foi proposta na atividade de conclusão da disciplina “Métodos de Pesquisa em Linguística Aplicada”, do programa de pós-graduação em Estudos Linguísticos (Poslin) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) que ocorreu no primeiro semestre de 2020.


Palavras-chave


Identidade; Tecnologia; Tecnobiografia; Pesquisa Narrativa.

Texto completo:

PDF

Referências


BARTON, D.; LEE, C. Linguagem Online: Textos e Práticas Digitais. São Paulo: Parábola Editorial, 2015.

BAUMAN, Z. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

BARKHUIZEN, G.; BENSON, P.; CHIK, A. Narrative inquiry in language teaching and learning research. New York: Routledge, 2014, p. 72-93.

CIAMPA, A. C. Identidade. In: S. T. Lane & W. Godo (Orgs). Psicologia social: o homem em movimento. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 58-75.

MOITA LOPES, L. P. Identidades fragmentadas: a construção discursiva de raça, gênero e sexualidade em sala de aula. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2002, p.63-81.

MOUTINHO, K., CONTI, L. Análise narrativa, construção de sentidos e identidade. In: Psicologia: Teoria e Pesquisa, 2017, p. 1-8.

TERÊNCIO, M.G. SOARES, D.H.P. I A internet como ferramenta para o desenvolvimento da identidade profissional. Psicologia em Estudo, Maringá, v.8, n.2, 2003, p. 139-145.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2317-0239 (Eletrônico)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.