COVID-19 E O DIREITO À EDUCAÇÃO: ALARGAMENTO DA DESIGUALDADE EDUCACIONAL

Clayton Medeiros Bastos Silva, Bianca Medeiros Vargas Cerqueira, Kamila Aparecida Iwanami, Thiago Assed Tinoco De Bragança

Resumo


o presente estudo visa analisar, mediante a ótica jurídica e histórica, o direito ao exercício à educação, presente na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, e a desigualdade educacional existente no Brasil, que passou a ser amplificada em razão da pandemia, do Covid-19, além do intermédio do contexto histórico ao qual o país está inserido. O trabalho exibe a relação entre a pandemia, causada pelo Covid-19, e a desigualdade educacional estrutural vigente no país. Mediante a explanação, o texto se compõe no exercício e efetivação ao direito à educação como um dever do Estado, presente no texto constitucional e como esse dever é frágil, abarrocando na desigualdade estrutural e social vigente no país. O trabalho se justifica mediante a inserção no âmbito dos estudos voltados para a relação entre Direito e Educação. Através de uma análise qualitativa da literatura especializada e exploratória relacionada à desigualdade educacional, em doutrinas, artigos científicos de ciências políticas, ciências sociais e ciências jurídicas, pode-se entender como o direito ao exercício da educação não é cumprido com qualidade pelo Estado, aumentando a desigualdade social, com ênfase na pandemia do Covid-19.

Palavras-chave


direito; educação; desigualdade; covid-19; pandemia.

Texto completo:

PDF

Referências


ANVISA. AGENCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. NOTA TÉCNICA Nº

/2020/SEI/GIMTV/GGPAF/DIRE5/ANVISA, de 01 de fevereiro de 2020. Disponível em:

+CORONAVI%C2%B4RUS+30jan.pdf/bdf14c57-40d8-4e14-bbe6-24946df57ae6> Acessado

em: 14 ago. 2020.

ARAÚJO, J. A. Educação e Desigualdade: A Conjuntura Atual do Ensino Público no Brasil.

Revista Direitos Humanos e Democracia, Ijuí, Unijuí v. 2, n. 3, p. 125-157, jan./jun. 2014.

Disponível em: < https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/direitoshumanosedemocracia>.

Acesso em: 11 ago. 2020.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Promulgada em 5 de

outubro de 1988. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 10 ago.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 1 de 1969. Promulgada em 17 de outubro de 1969.

Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Emendas/Emc_anterior1988/emc01-

htm>. Acesso em: 10 ago. 2020.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1967. Promulgada em 24 de

janeiro de 1967. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao67.htm>. Acesso em: 10 ago.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1946. Promulgada em 18 de

setembro de 1946. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao46.htm>. Acesso em: 10 ago.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1937. Promulgada em 10 de

novembro de 1937. Disponível em:

. Acesso em: 10 ago.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1934. Promulgada em 16 de

julho de 1934. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao34.htm>. Acesso em: 10 ago.

BRASIL. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil. Promulgada em 24 de

fevereiro de 1891. Disponível em:

. Acesos em: 10 ago.

BRASIL. Constituição Política do Império do Brazil. Promulgada em 25 de março de 1824.

Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao24.htm>.

Acesso em: 10 ago. 2020.

BRASIL. Decreto nº 9.057 de Maio de 2017. Promulgado em 25 de maio de 2017. Disponível

em:

/2017/Decreto/D9057.htm#art24>. Acesso em: 12 ago. 2020.

BRASIL. Portaria nº 343, de Março de 2020. Promulgada em 17 de março de 2020.

Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2020.

BRASIL. Lei nº 394 de Dezembro de 1996. Promulgada dia 20 de dezembro de 1996.

Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm>. Acesso em: 12 ago.

BRASIL. Resolução CNE nº 3 de 2018. Promulgada dia 22 de novembro de 2020. Disponível

em: . Acesso em:

ago. 2020.

BRASIL. Medida Provisória nº 934 de 2020. Promulgada 1º de abril de 2020. Disponível em:

. Acesso em:

ago. 2020.

DUBET, F. Qual democratização do ensino superior? Cadernos CRH, EDUFBA, Salvador, v.

, n. 74, p. 255-266, maio/ago. 2015. Disponível em:

>. Acesso em: 11 ago. 2020.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. PNAD Educação

: Mais da metade das pessoas de 25 anos ou mais não completaram o ensino médio. Brasil.

Disponível em:

agencia-de-noticias/releases/28285-pnad-educacao-2019-mais-da-metade-das-pessoas-de-25-

anos-ou-mais-nao-completaram-o-ensino-medio>. Acesso em: 12 ago. 2020.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. PNAD Contínua

TIC 2018: Internet chega a 79,1% dos domicílios do país. Brasil. 2018. Disponível em:

. Acesso em: 12 ago. 2020.

MARTINS, Helena. Censo aponta que escolas públicas ainda têm deficiências de

infraestrutura. Agência Brasil, Brasília, 31 jan. de 2018. Disponível em:

. Acesso em 12 ago. 2020.

MOTA, A. R. P.; NOVO, B. N. O direito à educação. Revista Jurídica Portucalense, Porto,

n. 24, p. 111-127, 2018. Disponível em: .

Acesso em: 11 ago. 2020.

SACAVINO, Susana. Direito humano à educação no Brasil: uma conquista para todos/as?. In:

XIII ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 12. 2006, Recife.

Anais eletrônicos... Recife: UFPE, 2006. Disponível em:

. Acesso

em: 10 ago. 2020.

SANAR, Med. Linha do tempo do Coronavírus no Brasil. 28 maio de 2020. Disponível em:

< https://www.sanarmed.com/linha-do-tempo-do-coronavirus-no-brasil>. Acesso em: 12 ago.

SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. 19. ed. rev. e atual. nos

termos da Reforma Constitucional até a Emenda Constitucional no 31, de 14.12.2000. São

Paulo: Malheiros, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2317-0239 (Eletrônico)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.