A PLATAFORMA KHAN ACADEMY COMO POSSIBILIDADE DE ENSINO HÍBRIDO

Cíntia Moralles Camillo, Daniel Teixeira Camillo

Resumo


O estudo tem como motivação central o interesse em pesquisar e refletir acerca das tecnologias na educação como forma de motivar o aluno a aprender. Assim, este artigo apresenta algumas possibilidades de ensino, com a implantação de modelos de Ensino Híbrido, como recurso motivador para aprendizagem de Ciências Naturais. Esta pesquisa é de cunho qualitativo e exploratório, onde primeiramente, será abarcado na introdução sobre o Ensino Híbrido e seus conceitos e modalidades, posteriormente sobre a plataforma digital Khan Academy como possibilidade de Ensino Híbrido nas Ciências Naturais. Assim, o Ensino Híbrido pode oportunizar que o aluno tenha autonomia, criatividade, criticidade e, inserido nas tecnologias de forma prática e agradável, tornando-se um membro ativo na sociedade, contribuindo de diversas formas.


Palavras-chave


plataformas digitais; plataformas adaptativas; modelos híbridos.

Texto completo:

PDF

Referências


AUSUBEL, D. P. Aquisição e retenção de Conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Editora Plátano, 2003.

BACICH, L.; MORAN, J. M. Aprender e ensinar com foco na educação híbrida. Revista Pátio, nº 25, junho, 2015, p. 45-47.

BRASIL. (2018). Base nacional Comum Curricular. BNCC. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/conselho-nacional-de-educacao/base-nacional-comum-curricular-bncc>. Acesso em: 19 de março de 2020.

CHRISTENSEN, C. M.; HORN, M. B.; STAKER, H. Ensino Híbrido: uma Inovação Disruptiva? Uma introdução à teoria dos híbridos. Clayton Christensen Institute for Disruptive Innovation. Tradução Fundação Lemann e Instituto Península, 2013.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013. 562p.

FARDO, M. L. A Gamificação como Estratégia Pedagógica: Estudo de Elementos dos Games Aplicados em Processos de Ensino e Aprendizagem. Caxias do Sul: UCS, 2013. Dissertação, Universidade de Caxias do Sul, 2013.

FITA, E. C. O professor e a motivação dos alunos. In: TAPIA, J. A.; FITA, E. C. A motivação em sala de aula: o que é, como se faz. 4. ed. São Paulo: Loyola, 1999. p. 65-135.

HORN, M; STAKER, H. Blended: Usando a Inovação Disruptiva para Aprimorar a Educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

ROCHA, M. Khan Academy, uma iniciativa interessante. Artigo escrito sobre a Khan Academy em 31 de janeiro de 2012. Disponível em . Acesso em 20 de maio de 2020.

SUNAGA, A.; CARVALHO, C. S. As tecnologias digitais no ensino híbrido In: Lilian Bacich; Adolfo Tanzi Neto; Fernando de Mello Trevisani - Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

XOTESLEM, W. V. Personalização do ensino de Matemática na perspectiva do Ensino Híbrido. Dissertação de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional – PROFMAT. Universidade de Brasília, 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2317-0239 (Eletrônico)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.