MAPEAMENTO DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS NO ENSINO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Cíntia Moralles Camillo, Daniel Teixeira Camillo

Resumo


O presente estudo objetivou verificar quais recursos tecnológicos estão sendo utilizados no Ensino de Ciências Biológicas e qual a sua importância para o ensino e aprendizagem, para tanto foi feito um mapeamento nos anais do Simpósio Internacional e Nacional de Tecnologias Digitais na Educação (SNTDE) nos anos de 2016, 2017, 2018 e 2019. Foram encontrados no total de 422 artigos, utilizando os descritores “Ciências Biológicas” e “Biologia”, dos quais onze se encaixaram nos critérios de inclusão e foram selecionados para a análise. Verificou-se que os recursos tecnológicos utilizados no Ensino de Ciências Biológicas foram: softwares, plataformas de Objetos de Aprendizagem e de Recursos Educacionais Aberto, vídeos, aplicativos móveis, entre outros. Na grande maioria dos artigos ficou evidente que os alunos se sentiram motivados ao utilizar as tecnologias educacionais. Entretanto, ficou claro que é necessário a reivindicação de políticas públicas eficiente, para que as escolas e os professores possam se especializar, a fim de trabalhar com as tecnologias.


Palavras-chave


revisão de literatura; tecnologias; biologia

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA-SILVA, Y.; TCHAIKA, L.; DA SILVA, J. Educação semipresencial: um estudo de caso com alunos de ciências biológicas da UEMA. In: Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação, 1, 2016, São Luís, MA.

ANASTASIOU, L. G. C.; ALVES, L. P. (Org.). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. 5. ed. Joinville, SC: UNIVILLE, 2005.

ARIEIRA, J. O. et al. Avaliação do aprendizado via educação a distância: a visão das discentes avaliações e políticas públicas em educação, Rio de Janeiro, v. 17, n. 63, p. 313-340, jun. 2009.

CAMILLO, C. M.. O uso das tecnologias digitais em atividades didáticas nas séries inicias do Ensino Fundamental. Revista Querubim (Online), v. 1, p. 40-46, 2019.

CAMILLO, C. M.; MEDEIROS, L. DA SILVA, J. P. Vídeos do YouTube: uma análise composicional. RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação.

DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.85901

CAMILLO, C. M.; MEDEIROS, L. M. A Importância dos Jogos Digitais no Contexto Escolar. Competência, Porto Alegre, v. 11, n. 1, jul. 2018.

COSTA, M. J. M. et al. Bibliotecas e repositórios de objetos de aprendizagem: Potencialidades para o processo de aprendizagem. In. Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação, 2, 2017. São Luís, MA.

COSTA, B. N. et al. KAHOOT: o uso de tecnologia digital para a aprendizagem de biologia celular no IFMA-Campus Barrerinhas. In: Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação, 3, 2018, São Luís, MA.

COSTA, L. B. et al. Uso de aplicativo para dispositivos móveis da identificação de plantas. In: Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação,4, São Luís, 2019.

DA SILVA, G. F. et al. Biodiversidade e cultura Maranhense: a produção de um material didático como recurso educacional aberto (REA). In: Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação,4, São Luís, 2019.

GUEDES, L.F. et al. Recursos tecnológicos e formação de professores: percepções de alunos de licenciatura do curso Ciências Biológicas. In. Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação, 2, 2017. São Luís, MA.

KENSKI, V.M. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Editora Papirus. 2012. 141p.

LEMOS, R. A.; VALLE, M. O uso da ferramenta canva no ensino de Biologia. In: Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação,4, São Luís, 2019.

MAGALHÃES, Y. et al. A aprendizagem da coleta seletiva por meio do desenvolvimento e avaliação de um app game mobile. In: Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação, 3, 2018, São Luís, MA.

NETO, I. F. O professor data-show. Rede escola [página de internet]. 2010. Disponível em:. Acesso em: 18 de fev. 2020.

NISKIER, A. Educação a distância: a tecnologia da esperança. 2. ed. São Paulo: Loyola, 2000.

PRENSKY, M. Digital Native immigrants. On the horizon, MCB University Press, Vol. 9, N.5, October, 2001. Disponível em:< http://www.marcprensky.com/writing/Prensky%20-%20Digital%20Natives,%20Digital%20Immigrants%20-%20Part1.pdf>. Acesso em: 17 de fev. 2020.

REIS, A. Diversidade cultural e biodiversidade: patrimônios interdependentes e pré-requisitos para o desenvolvimento sustentável. Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, 2009, Faculdade de Comunicação/UFBA, Salvador-Bahia-Brasil.

SANTOS, D.; SOUZA, C. E. Formação docente: uma análise do projeto pedagógico do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas a distância da Universidade Federal do Maranhão. In: Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação, 1, 2016, São Luís, MA.

SANTANA, P. Uso de estratégias interativas digitais no ensino superior de Biologia na UFRA-Capitão-Poço (PA, BRASIL). In: Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação, 3, 2018, São Luís, MA.

SOUSA, J. L.; SOUSA, C. E. Ensino de Biologia e as tecnologias da informação e comunicação: ANÁLISE DE SOFTWARES EDUCACIONAIS. In. Simpósio Nacional de Tecnologias Digitais na Educação, 2, 2017. São Luís, MA.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2317-0239 (Eletrônico)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.