Lexicografia e ensino: reflexões necessárias

Rejane Centurion, Milena Borges de Moraes

Resumo


Resumo: A partir de um tratamento inicial acerca do que vem a ser a ciência da Lexicografia e os principais tipos de obras lexicográficas, pretendemos estabelecer uma discussão a respeito da utilização de dicionários no ensino de Língua Portuguesa. Nossa hipótese é a de que, a partir da análise de atividades propostas em materiais didáticos direcionados à Educação Básica, faz-se necessário estabelecer discussões/reflexões sobre a lexicografia no ensino de língua para que se implemente um trabalho mais produtivo com dicionários. Como procedimento analítico, observamos em dois materiais didáticos (BRASIL, 2012 e PENTEADO et al., 2009), a mobilização de uso de dicionários e do gênero verbete. O aparato teórico tomou como referência obras como as de Antunes (2012), Biderman (1984 e 1998), Krieger (2007), entre outras. Como resultado, podemos afirmar que se necessita o estabelecimento de discussões sobre lexicografia na escola e nos cursos de formação, bem como mudanças na aplicação de atividades em material didático direcionado a aulas de Língua Portuguesa.
Palavras-chave: Lexicografia; dicionários; ensino; Língua Portuguesa; material didático.

Abstract: From an initial treatment about what is the science of Lexicography and the main types of lexicographical works, we intend to establish a discussion regarding the use of dictionaries in Portuguese language teaching. Our hypothesis is that, from the analysis of proposed activities on didactic materials targeted to Basic Education, it is necessary to establish discussions/reflections about lexicography in language teaching in order to implement a more productive work with dictionaries. As analytical procedure, we observed in two didactic materials (BRASIL, 2012 and PENTEADO et al., 2009), the mobilization of use of dictionaries and the genre entry. The theoretical apparatus took as reference works like Antunes (2012), Biderman (1984 and 1998), Krieger (2007), among others. As a result, we can state that its necessary the establishment of debates about lexicography at school and in training courses and changes in the implementation of activities in didactic material targeted to Portuguese language lessons.
Keywords: Lexicography; dictionaries; education; Portuguese language; didactic material.


Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, Irandé. Território das palavras: estudo do léxico em sala de aula. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

BIDERMAN, Maria Tereza Camargo. A ciência da lexicografia. In: _____ (Org.). Alfa. Revista de Linguística. Lexicologia e lexicografia. São Paulo: Universidade Estadual Paulista, v. 28 (suplemento), p. 1-26, 1984.

BIDERMAN, Maria Tereza Camargo. As ciências do léxico. In: OLIVEIRA, Ana Maria Pinto Pires de; ISQUERDO, Aparecida Negri (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia e terminologia. v. I. Campo Grande: Ed. UFMS, 1998. p. 11-20.

BRASIL. Com direito à palavra: dicionários em sala de aula. Elaboração Egon Rangel. Brasília-DF: MEC/SEB, 2012. PNLD 2012: Dicionários.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental: Língua Portuguesa. Brasília-DF: SEF/MEC, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/portugues. pdf. Acesso em: 31 mar. 2013.

CARVALHO, Orlene Lúcia de Saboia. Glossários em livros didáticos e dicionários escolares: da redução à expansão lexical na compreensão de textos. In: Interdisciplinar: Revista de Estudos de Língua e Literatura. Ano VII, v. 16, p. 30-45, 2012. Disponível em: http://200.17.141.110/periodicos/interdisciplinar/revistas/ARQ_INTER_16/INTER16_003.pdf. Acesso em: 13 maio 2013.

CORACINI, Maria José Rodrigues Faria (Org.). Interpretação, autoria e legitimação do livro didático: língua materna e língua estrangeira. 2. ed. Campinas. Pontes: 1999.

COUTINHO, Ismael de Lima. Pontos de gramática histórica. 7. ed. rev. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1976.

FERNÁNDEZ, Dolores Azorín. La investigación sobre el uso del diccionario en el ámbito escolar. In: ISQUERDO, Aparecida Negri; ALVES, Ieda Maria (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. v. III. Campo Grande, MS: Ed. UFMS; São Paulo: Humanitas, 2007. p. 169-191.

KRIEGER, Maria da Graça. O dicionário de língua como potencial instrumento didático. In: ISQUERDO, Aparecida Negri; ALVES, Ieda Maria (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. v. III Campo Grande, MS: Ed. UFMS; São Paulo: Humanitas, 2007. p. 295-309.

MEIRELES, Cecília. O livro da solidão. Folha da manhã, São Paulo, 11 jul.1948. Disponível em: http://www.releituras.com/cmeireles_olivro.asp. Acesso em: jul. 2013.

PENTEADO, Ana Elisa de Arruda et al. Para viver juntos: português, 8º ano, ensino fundamental. 1. ed. rev. São Paulo: Edições SM, 2009.

WELKER, Herbert Andreas. Dicionários: uma pequena introdução à lexicografia. 2. ed. revista e ampliada. Brasília: Thesaurus, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2238-3824.18.2.131-153

Apontamentos

  • Não há apontamentos.