Textualização da verdade e crise da tradição: ressonâncias cabalísticas em O castelo de Franz Kafka

Jefferson Eduardo da Paz Barbosa

Resumo


O objetivo deste artigo é identificar na escritura/leitura de Franz Kafka, a partir de O castelo, a intersecção entre a crise da tradição, levantada por Walter Benjamin e Gershom Scholem, e a textualização da verdade que se depreende das práticas exegéticas na tradição mística do judaísmo, sobretudo na teoria cabalística da linguagem. Seguindo a discussão das principais teorias presentes no referencial bibliográfico, analisaremos como a escritura em Kafka se utiliza do comentário como método, fundindo exegese e criação literária. O percurso do personagem de O castelo, mais do que peripécias intrigantes, desenvolve, de modo paródico, uma prática exegética própria da tradição judaica. Podemos concluir que a verdade, em Kafka, encontra-se inseparável do texto e do comentário, o que nos remete ao Nome de Deus infinitamente interpretável vislumbrado pela tradição mística da cabala. Na escritura de Kafka, a verdade inseparável do labirinto de interpretações aponta para a crise da tradição como característica essencial de sua modernidade, exprimindo os limites entre religião e niilismo.

Palavras-chave


Linguagem. Literatura. Tradição.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTER, Robert. Anjos necessários: tradição e modernidade em Kafka, Benjamin e Scholem. Trad. A. Cardoso, Rio de Janeiro: Imago, 2002.

ANDERS, Günther. Kafka: Pró e contra. Trad. M. Carone, São Paulo: CosacNaify, 2007.

ARENDT, Hannah. La tradición oculta. Trad. R. Carbô e Vicente Ibáñez, Buenos Aires: Paidós, 2005.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. Trad. Sergio Rouanet, São Paulo: Brasiliense, 1987.

BENJAMIN, Walter. Rua de mão única. Trad. Sergio Rouanet, São Paulo: Brasiliense, 1987b.

BENJAMIN, Walter. Sobre el lenguaje en cuanto tal y sobre el lenguaje del hombre. In: ______. Obras, libro II, v. I. Trad. Jorge Pérez, Madrid: Abada Editores, 2007.

BENJAMIN, Walter; SCHOLEM, Gershom. Correspondência 1933-1940. Trad. F. Rafael, Madrid: Trotta, 1987.

BLANCHOT, Maurice. De Kafka a Kafka. Trad. J. Ferreiro, Madrid: Editora Nacional, 2002.

CAMPANI, Carlos. Fundamentos da cabala: Sêfer Yetsirá. Pelotas: Editora UFPEL, 2011.

IDEL, Moshe. Jacques Derrida and kabbalistic sources. Judeities: Questions for Jacques Derrida, EUA: Fordhan University Press, 2007.

IDEL, Moshe. Language, Torah, and Hermeneutics in Abraham Abulafia. New York: State University of New York Press, 1989.

KAFKA, Franz. O castelo. Trad. M. Carone. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

KAFKA, Franz. O processo. Trad. M. Carone. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

KAFKA, Franz. Diarios. J. Wilcock, Buenos Aires: Emecé, 1953.

KAFKA, Franz. Obras Completas III: Narraciones y otros escritos. Trad. Jordi Llovet, Espanha: Galaxia de Gutenberg, 2003.

KAFKA, Franz. Cartas aos meus amigos. Trad. P. Fonseca. São Paulo: Nova Época, 1990.

MILMANIENE, Magalí. La tradición mesiánica judía ya la influencia de Gershom Scholem en la obra de Walter Benjamin. Buenos Aires: Universidad de Buenos Aires, 2007.

MOSÈS, Stéphane. El ángel de la historia: Rosenzweig, Benjamin, Scholem. Trad. A. Matorell. Madrid: Cátedra, 1997.

SCHOLEM, Gershom. La Cábala y su simbolismo. México: Siglo XXI, 2001.

SCHOLEM, Gershom. Conceptos basicos del judaismo. Trad. J. Barbero. Madrid: Trotta, 2008.

SCHOLEM, Gershom. Los orígenes de la cábala. Trad. R. Molina. Barcelona: Paidós, 2001.

SCHOLEM, Gershom. Judaica III. Trad. R. Solon. São Paulo: Perspectiva, 1999.

TORRENTS, José. Los gnósticos. Madrid: Gredos, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-3053.12.22.111-128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




© Copyright 2007 Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG - ISSN: 1982-3053.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.