O estranho caso de Angélica, de Manoel de Oliveira: um viajar fora do tempo

Ana Maria dos Santos Silva Delgado

Resumo


O filme O estranho caso de Angélica, de Manoel de Oliveira, lançado em 2010, remonta a um projeto de 1952 e sublinha a importância da memória na arte do cineasta. Entendendo memória como liberdade num “viajar fora do tempo”, a película reflete sobre a relação do cinema de Oliveira com outras artes visuais, nomeadamente a fotografia e o conceito de “aura”, como pensado por Walter Benjamin, além da pintura de Marc Chagall, em cuja obra se destacam quadros representando um casal a voar sobre a cidade. Analisaremos, assim, a relação do “viajar fora do tempo”, do filme, com o motivo da suspensão na obra do pintor judeu russo.

Palavras-chave


Manoel de Oliveira; Walter Benjamin; Marc Chagall-

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, Walter. Gesammelte Schriften. Frankfurt a.M., 1978.

CHAGALL, Bella. Erste Begegnung. Reinbek bei Hamburg: Rowohlt, 1973.

CHAGALL, Marc. Ma Vie. Poitiers: Éditions Stock, 1983.

FREUD, Sigmund. Das Motiv der Kästchenwahl. Imago, Bd. 2 (3), p. 257-266, 1913.

FREUD, Sigmund. The Theme of the Three Caskets. In: _____. Writings on Art and Literature. Stanford: Stanford University Press, 1997. p. 291-301.

KOLLER, Sabine. Marc Chagall. Grenzgänge zwischen Literatur und Malerei. Köln: Böhlau Verlag, 2012.

MOLDER, Maria Filomena. Semear na neve. Estudos sobre Walter Benjamin. Lisboa: Relógio d’Água, 1999.

OLIVEIRA, Manoel de. O estranho caso de Angélica, 2010. Coprodução Portugal, Espanha, França, Brasil.

OLIVEIRA, Manoel de. Porto da minha infância, 2001. Produção Paulo Branco.

PARSI, Jacques. Manoel de Oliveira. Paris: Centre Culturel Calouste Gulbenkian, 2002.

WENDERS, Wim. Lisbon Story, 1994. Axiom Films.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-3053.12.23.129-144

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




© Copyright 2007 Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG - ISSN: 1982-3053.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.