Judaísmo, Israel e as referências bíblicas em Elogio da sombra, de Jorge Luis Borges

Osmar Pereira Oliva

Resumo


Não são recentes os estudos literários que apontaram para a presença da tradição judaica na obra de Jorge Luis Borges. No entanto, poucos se dedicaram aos poemas organizados em 1969 sob o título Elogio da sombra. Nessa coletânea, vários desses textos poéticos dialogam com passagens bíblicas e com o imaginário em torno de Israel. Este artigo tem como principal objetivo discutir os conceitos de judaísmo e de identidade judaica e analisar os poemas intitulados “Israel” e os demais que trazem referências bíblicas a fim de ratificar a crítica já produzida que identificou a admiração e a afinidade de Borges para com os judeus e para com a cultura judaica.


Palavras-chave


judaísmo; israel; intertextos bíblicos

Texto completo:

PDF

Referências


mar. 2011. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/maaravi/article/view/1802/1874. Acesso em: 12 out. 2018.

NIEMETZ, Diego E. El amigo liberal: representaciones de lo judío y de los judíos en textos de Borges”. Acta literária, n. 53, Concepción. dic. 2016. Disponível em: https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-68482016000200010. Acesso em: 18 out. 2018.

OZ, Amós. Contra o fanatismo. Trad. Denise Cabral de Oliveira. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004.

OZ, Amós. Mais de uma luz: fanatismo, fé e convivência no século XXI. Trad. Paulo Geiger. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

SAID, Edward. Freud e os não europeus. Trad. Arlene Clemesha. São Paulo: Boitempo, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-3053.12.23.105-121

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




© Copyright 2007 Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG - ISSN: 1982-3053.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.