Victor Klemperer e seu livro lti: a linguagem do Terceiro Reich

Miriam Bettina Paulina Bergel Oelsner

Resumo


É um livro de teor testemunhal publicado em 1947 em Berlim. Tornou-se muito conhecido no Ocidente após a queda do Muro de Berlim. Publicado na antiga RDA não interessava ao regime comunista. Segundo Paola Traverso, os alemães passaram a valorizar a 'LTI' como forma de se desculpar junto aos judeus. Klemperer abandonou seu sentimento de alemanidade, após sofrer todas as injúrias impostas pelo nazismo.


Palavras-chave


Manipulação. Linguagem. Antissemitismo. Terceiro Reich.

Texto completo:

PDF

Referências


KLEMPERER, Victor. Und so ist alles schwankend. Berlim: ATV, 1997.

KLEMPERER, Victor. Curriculum vitae. Recordações. 1881-1918. Tomo I. Berlim: ATV, 1989.

KLEMPERER, Victor. Os diários de Victor Klemperer, 1933-1945. Trad. Irene Aron. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

KLEMPERER, Victor. LTI: a linguagem do Terceiro Reich. Trad. Miriam Oelsner. São Paulo: Companhia das Letras, 1999. Rio de Janeiro: Contraponto Editora, 2009.

SCHLESAK, Dieter. Capesius: o farmacêutico de Auschwitz. Trad. Miriam Oelsner. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2015.

TEL AVIV JAHRBUCH FÜR DEUTSCHE GESCHICHTE XXVI, 1997, p. 307-344 – Victor Klemperers Deutschlandbild – Ein jüdisches Tagebuch [Anuário da História Alemã XXVI/1997, p. 307-344 – Victor Klemperer e sua visão da Alemanha – Um diário judaico].




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-3053.13.25.121-130

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




© Copyright 2007 Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG - ISSN: 1982-3053.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.