Deus sobre as pedras: Guilherme Figueiredo em Israel

Filipe Amaral Rocha de Meneses

Resumo


Entre 1963 e 1964, Guilherme Figueiredo – teatrólogo, romancista e crítico de teatro brasileiro – fez uma viagem a Israel, na época uma ainda jovem nação de quinze anos. Essa viagem resultou em Deus sôbre as pedras: Israel, publicado em 1965. O livro contém assuntos variados relativos a Israel, desde explicações sobre a formação do Estado, crítica teatral de autores israelenses e explicação sobre como são constituídos os kibutzim. O objetivo deste artigo é analisar este relato, tomando por base: as descrições dos locais históricos visitados pelo autor, a critica e a interpretação da cultura nacional israelense em formação e os diálogos e encontros que Figueiredo mantem com brasileiros que viviam em Israel – conversas nas quais o principal assunto era a comparação entre a cultura brasileira e a cultura israelense em formação.


Texto completo:

PDF

Referências


FIGUEIREDO, Guilherme. Deus sobre as pedras: Israel. Rio de Janeiro: José álvaro Editor, 1965.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-3053.4.6.75-79

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




© Copyright 2007 Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG - ISSN: 1982-3053.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.