Um monstro nas minas ilustradas: O diabo na livraria do cônego

Késia Rodrigues de Oliveira

Resumo


A figura mitológica do diabo é elemento recorrente tanto no imaginário popular quanto em personagens da literatura ocidental sendo atribuída a ele a representação da maldade. Entretanto, é no período colonial mineiro que tal figura aparecerá, para além da conjuntura religiosa, simbolizando na forma de livros, as ideias iluministas franceses. Este artigo pretende a partir de uma leitura crítica do ensaio "ʺO diabo na livraria do cônego"ʺ, de Eduardo Frieiro, e do conto "ʺ1789-­1790"ʺ, de Maria José de Queiroz, analisar, sob o contexto histórico da Inconfidência Mineira, as referências aos livros e ao diabo, alegoria das ideias libertárias, e sua relação com o espaço da biblioteca.


Texto completo:

PDF

Referências


BÍBLIA DE JERUSALÉM. Nova edição, revista e ampliada. Trad. Euclides Martins et alii. São Paulo: Paulus, 2010.

COHEN, Jeffrey Jerome. A cultura dos monstros: sete teses. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. Pedagogia dos monstros: os prazeres e os perigos da confusão de fronteiras. Trad. Tomaz Tadeu da Silva. Belo Horizonte: Autêntica, 2000, p. 23-60.

DELUMEAU, Jean. História do medo no Ocidente, 1300-1800: uma cidade sitiada. Trad. Maria Lucia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

ECO, Umberto. O nome da rosa. Trad. Aurora Fornoni Bernardini e Homero Freitas de Andrade. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006.

FRIEIRO, Eduardo. O diabo na livraria do cônego. In: _____. O diabo na livraria do cônego: como era Gonzaga? e outros temas mineiros. São Paulo: Itatiaia; Ed. da Universidade de São Paulo, 1981. p. 13-62.

LIVRARIA. In: DICIONÁRIO Michaelis. Disponível em: . Acesso em: 04 abr. 2011.

QUEIROZ, Maria José de. 1789-1790. In: _____. Como me contaram: fábulas historiais. Belo Horizonte: Imprensa Publicações, 1973. p. 70-73.

SAGAN, Carl. O mundo assombrado pelos demônios. In: _____. O mundo assombrado pelos demônios. Trad. Rosaura Eichemberg. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. p. 121-140.

VILLALTA, Luiz Carlos. O diabo na livraria dos inconfidentes. In: NOVAES, Adauto (Org.) Tempo e história. São Paulo: Secretaria Municipal da Cultura, 1992. p. 367-395.

VILLENEUVE, Roland. Satã. In: BRUNEL, Pierre (Org.) Dicionário de mitos literários. Trad. Carlos Sussekind. Rio de Janeiro: Jose Olympio, 2000. p. 813-825.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1982-3053.5.8.65-71

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




© Copyright 2007 Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG - ISSN: 1982-3053.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.