A Europa culta e o maravilhoso deserto

Celina Maria Moreira de Mello

Resumo


O presente ensaio propõe uma reflexão sobre o tema das relações entre a literatura francesa e a literatura brasileira, à luz dos vínculos entre literatura e nação, na perspectiva de uma formação discursiva moderna. As literaturas nacionais projetam-se no espaço da literatura mundial, onde estão sujeitas às mesmas regras de competição que definem as relações entre as nações.
Embora os processos político-econômicos de povoamento e ocupação dos territórios, no Brasil, não suportem comparações com os que ocorrem na França, em ambos os países a literatura se constitui como sistema que produz e faz circular novas
formas de capital simbólico, identificações imaginárias e modelos linguísticos hegemônicos. Evocamos a Missão Francesa, para lembrar que se trata de uma educação do olhar. Também será mencionada a descrição de personagens, enfatizando sua função de produção e reforço de uma imagem de tipos nacionais.

Palavras-chave


Literaturas nacionais; Romantismo; Missão Francesa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2358-9787.18.1.37-55

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 Celina Maria Moreira de Mello

O Eixo e a Roda: Revista de Literatura Brasileira
ISSN 0102-4809 (impressa) / ISSN  2358-9787 (eletrônica)

License

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.