Lapsos de língua e discurso: uma análise do termo nasciturno

Carolina P. Fedatto

Abstract


Resumo: A partir de reflexões sobre erro, analogia e formação de palavras nos estudos da linguagem, da consideração do estatuto dos lapsos e atos falhos na psicanálise e das discussões da análise do discurso sobre o papel constitutivo da memória na estruturação da língua, o artigo apresenta uma análise do termo nasciturno, que apareceu como um lapso no contexto das polêmicas sobre o projeto de lei conhecido como Estatuto do Nascituro. Discutem-se as implicações entre a ordem da língua e a ordem do discurso na emergência de lapsos discursivos, isto é, formações lexicais que irrompem socialmente pela articulação da língua com o real da história. Pela consideração dos efeitos da poesia na língua e da exterioridade constitutiva, propõe-se uma análise do acontecimento do termo nasciturno, mostrando a imbricação entre forma linguística, incompletude do sentido e seu atravessamento pelo inconsciente e pela ideologia.

Palavras-chave: lapsos de língua; lapsos discursivos; inconsciente e ideologia; língua, discurso e poesia.

Abstract: From the reflections on error, analogy and word formation, in language studies, the consideration of the establishment of lapses and Freudian slips in psychoanalysis and the discussions taken by discourse analysis about the founding role of memory in the structuring of language, this paper presents an analysis of the term nasciturno, which arose as a lapse in the context of the parleys about the Brazilian bill known as Estatuto do Nascituro. We discuss the entailments between the order of language and the order of the discourse in the emergence of discursive lapses, which are nonstandard lexical structures repeated in many contexts and not connected to a sole speaker’s speech. From the pondering that exteriority is constitutive of language and of the effects of poetry in it, we propose an analysis of the event of the term nasciturno, showing the imbrication between linguistic form, meaning incompleteness and its crossing by unconscious and by ideology.

Keywords: language lapses; discursive lapses; unconscious and ideology; language, discourse and poetry.


Keywords


language lapses; discursive lapses; unconscious and ideology; language, discourse and poetry.

References


AUTHIER-REVUZ, jacqueline. Heterogeneidade(s) enunciativa(s). Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas: Unicamp, n. 19, p. 25-52, 1990.

BARTHES, Roland. Aula. São Paulo: Cultrix, 2000 [1987].

BENVENISTE, Émile. Natureza do signo linguístico. In: _____. Problemas de linguística geral I. Campinas: Ed. Unicamp, 1995 [1939].

CANGUILHEM, Georges. O cérebro e o pensamento. In: Georges Canguilhem – Philosophe, historien des sciences. Paris: Albin Michel, 1990. Tradução de Sandra Yedid e Monah Winograd. Disponível em: https://docente.ifrn.edu.br/avelinolima/disciplinas/filosofia-da-mente/o-cerebro-e-o-pensamento-georges-canguilhem. Acesso em: mar. 2016.

DUCROT, Oswald; TODOROV, Tzvetan. Dicionário enciclopédico das ciências da linguagem. São Paulo: Perspectiva, 2001 [1972].

FREUD, Sigmund. Sobre a psicopatologia da vida cotidiana. Rio de Janeiro: Imago, 1976 [1901].

GONÇALVES, Carlos Alexandre. Blends lexicais em português: não-concatenatividade e correspondência. Veredas, Juiz de Fora, v. 7, n. 1- 2, p. 149-176. jan.-dez. 2003.

HENRY, Paul. A ferramenta imperfeita: língua, sujeito, discurso. Trad. Maria Fausta Pereira de Castro. Campinas: Unicamp, 1992 [1975].

HOCKETT, Charles Francis. Where the tongue slips, there slip I. In: FROMKIN, V. (Ed.). Speech errors as linguistic evidence. The Hague: Mouton, 1973. p. 93-119.

HOUAISS, Antônio; VILLAR, Mauro Salles. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

ILIOVITZ, Erica R. A prosódia e os lapsos de língua. Anais do IV Encontro do Círculo de Estudos Linguísticos do Sul, 4, 2000, Curitiba: Mídia Curitibana, 2001. Disponível em: http://www.celsul.org.br/Encontros/04/artigos/028.htm. Acesso em: 15 dez. 2014.

JAKOBSON, Roman. Dois aspectos da linguagem e dois tipos de afasia. In: _____. Linguística e comunicação. São Paulo: Cultrix, 1974 [1963]. p. 34-62.

LACAN, Jacques. Écrits I. Paris : Seuil, 1999 [1966].

MAIA, Maria Claudia G. O lapso de escrita como refúgio do sujeito. In: MARIANI, Bethania (Org.). A escrita e os escritos: reflexões em análise do discurso e psicanálise. São Carlos: Claraluz, 2006. p. 31-44.

MATTOSO CÂMARA JR., Joaquim. Dicionário de linguística e gramática: referente à língua portuguesa. 28. ed. Petrópolis: Vozes, 2011 [1956].

MERINGER, Rudolf; MAYER, Carl. Versprechen und Verlesen: Eine psychologisch-linguistische Studie. Amsterdam: John Benjamins, 1978 [1895]. https://doi.org/10.1075/cipl.2.

MILNER, Jean-Claude. O amor da língua. Trad. Paulo Sérgio de Souza Júnior. Campinas: Ed. Unicamp, 2012 [1978].

PÊCHEUX, Michel. O discurso: estrutura ou acontecimento. Campinas: Ed. Unicamp, 2012 [1983].

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Trad. Eni Orlandi e outros. Campinas: Ed. da Unicamp, 1997 [1975].

PÊCHEUX, Michel; GADET, Françoise. A língua inatingível: o discurso na história da linguística. Trad. Bethania Mariani. Campinas: Pontes, 2004 [1981].

PLATÃO. Crátilo ou sobre a correção dos nomes. In: SOUZA, Luciano de. Platão: Crátilo – Estudo e tradução. 2010. Dissertação (Mestrado) - USP, 2010. p. 83-144. Disponível em: http://www.teses.usp.br/. Acesso em: fev. 2016.

RIBEIRO, Márcio Luiz M. Formas nominais portuguesas e conexões com o latim. Cadernos do Congresso Nacional de Linguística e Filologia, v. XI, n. 2 – Livro dos Minicursos, 2007. Disponível em: http://www.filologia.org.br/xicnlf/2/05.htm. Acesso em: mar. 2016.

Saussure, Ferdinand. Curso de linguística geral. São Paulo: Cultrix, 1972 [1916].

SILVA, Hayla Thami da; FURTADO, Lilian Ribeiro; FERREIRA, Rosângela Gomes. De pretinhosidade a namorido: opacidade e transparência nos cruzamentos vocabulares do português do Brasil. Anais do IX Encontro do CELSUL, Palhoça: Unisul, out. 2010. Disponível em: http://www.celsul.org.br/Encontros/09/artigos/Hayla%20Silva.pdf. Acesso em: 29 fev. 2016.

VIVACQUA, Maria Victória Guinle. Lalangue, erro e lapso: o falante entre a língua materna e as línguas outras. 2012. Tese (Doutorado em Linguística) - [Orientação: Maria Fausta Cajahyba Pereira de Castro]. Instituto de Estudos da Linguagem, Unicamp, Campinas, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.25.2.815-839

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2016 REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)