A forma CÊ e a noção de gramaticalização

Lorenzo Vitral

Abstract


The aim of this paper is to provide an analysis for the complementary distribution between the Brazilian forms você and cê (Uyou"). I argue that cê is a clitic and constitutes a step in the grammaticalization process of the form Vossa Mercê.

References


ABNEY, S. The English Noun Phrase in its Sentential Aspect. 1987. Tese (Doutorado) - MIT, 1987.

CASTILHO, A. A gramaticalização. USP, 1995. ms.

CINQUE, G., On si Constructions and the Theory of ARB. Linguistic Inquiry, v. 19, n. 4, p. 521-581, 1988.

CHOMSKY, N. Categories and Transformations, MIT, 1995a. ms.

CHOMSKY, N. Bare Phrase Structure. In: WEBELHUTH, G. (Ed.). Government and Binding Theory and the Minimalist Program. Cambridge, MA: Blackwell, 1995b.

CHOMSKY, N. Lectures on Government and Binding. Foris: Dordrecht, 1981.

CYRINO, S. Observações sobre a mudança diacrônica no português do Brasil: objeto nulo e clíticos. In: ROBERTS, I.; KATO, M. A. (Org.). Português Brasileiro. Uma viagem diacrônica. Campinas: Editora da UNICAMP, 1993.

DUARTE, I. Variação paramétrica e ordem dos clíticos. Revista da Faculdade de Letras de Lisboa, p.158-176, 1986.

DUARTE, M. E. A perda do princípio “Evite Pronome” no português brasileiro. 1995. Tese (Doutorado) –UNICAMP, Campinas, 1995.

DUTRA, R. A gramática do português oral: folha de exemplos. UFMG, 1991. ms.

FUKUI, N. A Theory of Category Projection and Its Applications. 1996. Tese (Doutorado) - MIT, 1996.

GALVEZ, C. Enclise e próclise: geometria ou álgebra, morfologia ou sintaxe? D.E.L.T.A., v. 6, n. 2, p.255-272, 1990.

GONÇALVES, V. Aspectos da gramaticalização no português, 1987. Dissertação (Mestrado) - UFMG, Belo Horizonte, 1987.

HEINE, B. HÜNNEMEYER, B.; CLAUDI, U. Grammaticalization: a Conceptual Framework. Chicago, The University of Chicago Press, 1991.

HOPPER, P.; TRAUGOTT, E. Grammaticalization. Cambridge: CUP, 1993.

KATO, M. Português brasileiro falado: aquisição em contexto de mudança lingüística. Congresso Internacional sobre o Português. 1994. Lisboa, 1994. ms.

KAYNE, R. The Antisymmetry of Syntax. CUNY Graduate Center, 1993. Ms.

LEHMANN, C., Thoughts on Grammaticalization. A Programmatic Sketch. Köln, Arbeiten des kölner Universalien-Projekts, v I, 1982. ms.

LUCAS, R. Perspectivas para uma nova abordagem da estrutura do SN em português. 1988. Dissertação (Mestrado ) - UFMG, Belo Horizonte, 1988.

MATTOSO CÂMARA Jr. História e estrutura da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Padrão, 1979.

MEILLET, A. L’évolution des formes grammaticales. In: ______. Linguistique Historique et Linguistique Générale. Paris, 1958.

NUNES, J. Se apassivador e se indeterminador: o percurso diacrônico no português brasileiro. Cadernos de Estudos Linguísticos, v. 20, p. 33-58, 1991.

PAGOTIO, E. Clítico, mudança e seleção natural. In: ROBERTS, I.; KATO, M. A. (Org.). Português Brasileiro. Uma viagem diacrônica. Campinas: Editora da UNICAMP, 1993.

ROBERTS, I.; KATO, M. A. (Org.). Português Brasileiro. Uma viagem diacrônica. Campinas: Editora da UNICAMP, 1993.

ROUVERET, A. Cliticização e tempo em português europeu. Cadernos de Estudos Linguísticos, v.17, p.9-37, 1989.

SAID ALI, M. Dificuldades da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Livraria Acadêmica, 1950.

TARALLO, F. Relativization Strategies in Brazilian Portuguese. 1983. Tese (Doutorado) - Universidade da Pensilvânia, 1983.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.4.1.115-124

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c)



e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)