Representação de pessoas em situação de rua no jornalismo on-line: quais são as vozes

Viviane de Melo Resende

Abstract


Resumo: Parte do projeto de pesquisa “Representação midiática da violação de direitos e da violência contra pessoas em situação de rua no jornalismo on-line” (CNPq 304075/2014-0), este trabalho focaliza formas como a mídia jornalística eletrônica brasileira representa a população em situação de rua em notícias. Com base nos estudos discursivos críticos, e tirando proveito dos ambientes de investigação constituídos na Rede Latino-Americana de Análise de Discurso Crítica sobre a Pobreza (REDLAD/ALED), no Núcleo de Estudos de Linguagem e Sociedade (NELiS/UnB) e no Laboratório de Estudos Críticos do Discurso (LabEC/ UnB), a investigação focaliza a extrema pobreza como problema social que inclui facetas discursivas, já que os modos como se representa a situação de rua em textos têm influência sobre os modos como a sociedade compreende o problema e reage a ele, o que também impacta sobre os modos como pessoas que enfrentam a situação de rua se identificam e se relacionam no tecido social. Assim, abordam-se facetas semióticas dessa problemática, tendo como foco específico a pesquisa documental de textos noticiosos publicados na mídia eletrônica, no Brasil, acerca desse grupo populacional. Os objetos da investigação são textos coletados nos portais dos jornais O Globo, Correio Braziliense e Folha de S. Paulo, considerado o recorte temporal de 2011 a 2013. Os dados coletados nos três portais de notícias, resultando mais de 750 textos, foram organizados com auxílio do software NVivo, e analisados com base em categorias discursivas propostas em ADC. As análises mostram quais vozes são convocadas para falar da situação de rua nesses corpora, deixando ver que vozes em situação de rua aparecem apenas em contextos bastante específicos. Nos dados analisados, pessoas em situação de rua são avaliadas principalmente na articulação de vozes de moradores/as locais, com predominância de avaliações como ‘incômodas’ e ‘perigosas’.

Palavras-chave: Análise de Discurso Crítica; NVivo; representação; situação de rua; jornalismo eletrônico.

Abstract: Part of the research project “Media representation of violation of rights and violence against homeless people in online journalism” (CNPq 304075/2014-0), this paper focuses on the ways the Brazilian electronic news media represents homeless people in the news. Based upon Critical Discourse Analysis, and taking advantage of research environments of the Latin American Network of Critical Discourse Analysis of Poverty (REDLAD), the Center for Studies in Language and Society (NELiS/UnB) and the Critical Discourse Studies Laboratory (LabEC/UnB), the research focuses on extreme poverty as a social problem with discursive facets. The project approaches semiotic aspects of this problem, with the specific focus on documentary research of news articles published in the electronic media, in Brazil, about this population group. The objects of research are texts collected in the portals of the newspapers O Globo, Correio Braziliense and Folha de S. Paulo, considered the time frame of 2011 to 2013. Data collected in these three news portals, resulting in more than 750 texts, were organized with the software NVivo, and analyzed under discursive categories proposed in Critical Discourse Analysis. Analyses show what voices are invited to talk about the homeless in these corpora.

Keywords: Critical Discourse Analysis; NVivo; Representation; Homelessness; Electronic Journalism.


Keywords


Critical Discourse Analysis; NVivo; Representation; Homelessness; Electronic Journalism.

References


ACOSTA, M. P. T. Protagonismo face à inevitabilidade: vozes da rua em Ocas e O Trecheiro. 2012. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Universidade de Brasília, 2012.

BHASKAR, R. Dialectic: the pulse of freedom. London: Routledge, 2008.

BOURDIEU, P. O espaço dos pontos de vista. In: ______. (Org.). A Miséria do Mundo. Trad. M. S. Azevedo et al. Petrópolis: Vozes, 1997. p.11-15.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Sumário Executivo da Pesquisa Nacional sobre a População em Situação de Rua. São Paulo: Meta Instituto de Pesquisa de Opinião, 2008.

BRASIL. Casa Civil da Presidência da República, Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto No 7.053 - Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Decreto/D7053.htm.

BUARQUE, C. Admirável mundo atual: dicionário pessoal dos horrores e esperanças do mundo globalizado. São Paulo: Geração Editorial, 2001.

BUARQUE, C. O que é apartação: o apartheid social no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 2003.

CHOULIARAKI, L.; FAIRCLOUGH, N. Discourse in late modernity. Edinburgh: University Press, 1999.

COLIN, D. Olhares sobre a construção da Política Nacional para a população em situação de rua. In: SEMINÁRIO BRASIL-UNIÃO EUROPEIA PARA PROMOÇÃO E PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA, 2013, Brasília, 2013. Comunicação apresentada.

COSTA, A. P. M. População em situação de rua: contextualização e caracterização. Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 4, n. 1, p. 1-15, 2005.

DEJOURS, C. A banalização da injustiça social. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2003.

FAIRCLOUGH, N. Analysing discourse: textual analysis for social research. London: Routledge, 2003.

FAIRCLOUGH, N. Critical discourse analysis: the critical study of language. 2. ed. New York: Longman, 2010.

HALLIDAY, M. A. K. Introduction to Functional Grammar. 3. ed. revised by C. Matthiessen. London: Hodder Arnold, 2004.

MATTOS, R. M.; FERREIRA, R. F. Quem vocês pensam que (elas) são? Representações sobre as pessoas em situação de rua. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, UFMG, v. 16, n. 2, p. 47-58, 2004.

NASCIMENTO, E. P. Dos excluídos necessários aos excluídos desnecessários. In: BURSZTYN, M. (Org.). No meio da rua: nômades, excluídos e viradores. Rio de Janeiro: Garamond, 2003.

NUNES, M. R. Pronunciamento da Ministra da SEDH/PR no “Seminário Brasil – União Europeia para Promoção e Proteção dos Direitos da População em Situação de Rua”. Brasília, jul. 2013.

PARDO ABRIL, N. G. ¿Qué nos dicen? ¿Qué vemos? ¿Qué es... pobreza? Bogotá: Universidad Nacional de Colômbia, 2008.

PARDO, M. L. Asociación discursiva entre pobreza y delito en un programa televisivo reproduzido en YouTube. In: PARDO ABRIL, N. G. Discurso en la web: pobreza en YouTube. Bogotá: Universidad Nacional de Colombia, 2012. p.270-294.

RAMALHO, V.; RESENDE, V. M. Análise de discurso (para a) crítica: o texto como material de pesquisa. Campinas: Pontes, 2011.

RESENDE, V. M. Análise de Discurso Crítica e Etnografia: o Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua, sua crise e o protagonismo juvenil. 2008. Tese (Doutorado em Linguística) - Universidade de Brasília, 2008.

RESENDE, V. M. "It’s not a matter of inhumanity": a critical discourse analysis of an apartment building circular on "homeless people". Discourse & Society, Sage Journals, v. 20, p. 363-379, 2009.

RESENDE, V. M. Análise de Discurso Crítica e Realismo Crítico. Campinas: Pontes, 2009.

RESENDE, V. M. Representação discursiva de pessoas em situação de rua no Caderno Brasília: naturalização e expurgo do outro. Linguagem em (Dis)Curso, Unisul, v. 12, n. 2, p.439-465, 2012.

RESENDE, V. M. A violação de direitos da população em situação de rua e a violência simbólica: representação discursiva no jornalismo on-line. Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso, ALED, v. 15, p. 71-92, 2015.

RESENDE, V. M. Violência simbólica: representação discursiva da extrema pobreza no Brasil - relações entre situação de rua e vizinhança. Discurso & Sociedad, Sage Journals, v. 9, p. 106-128, 2015.

RESENDE, V. M.; RAMALHO, V. Inequality and representation: critical discourse analysis of news coverage about homelessness. In: PASCALE, C. M. (Org.). Social inequality & the politics of representation: a global landscape. Washington: Sage, 2013. p. 21-34.

RESENDE, V. M.; SANTOS, A. A. A representação de pessoas em situação de rua quando vítimas de chacina: uma análise discursiva crítica. Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso, ALED, v. 12, p. 81-102, 2012.

RESENDE, V. M; SILVA, R. B. Critical discourse analysis: voice, silence and memory - one case about public sphere. Critical Discourse Studies, Francis & Taylor Online, v. 13, p. 397-410, 2016.

RESENDE, V. M; SILVA, R. B. Análise de discurso crítica e comunicação: quem é Rafael Braga Vieira em O Globo.com? In: MAGALHÃES, L. (Org.). Discurso, Identidade e Subjetividade. (no prelo).

SANTOS, G. P. O jornal Aurora da Rua e o protagonismo na situação de rua: um estudo discursivo crítico. 2013. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Universidade de Brasília, 2013.

SILVA, D. E. G. Representações discursivas da pobreza e gramática. D.E.L.T.A., PUC-SP, v. 25, p. 721-731, 2009.

SOARES, L. T. O desastre social. Rio de Janeiro: Record, 2003.

VAN DIJK, T. Critical Discourse Analysis. In: TANNEN, D. et al. (Org.). Handbook of Discourse Analysis. Oxford: Blackwell, 2001. p. 352-371.

VAN LEEUWEN, T. A representação dos actores sociais. In: PEDRO, Emília Ribeiro (Org.). Análise crítica do discurso: uma perspectiva sociopolítica e funcional. Lisboa: Caminho, 1997.

VAN LEEUWEN, T. Discourse and practices. Oxford: Oxford University Press, 2008. Doi: https://doi.org/10.1093/acprof:oso/9780195323306.001.0001.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.24.3.955-988

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2016 REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)