Discurso e retórica: sobre o procedimento reductio ad Hitlerum

João Kogawa, Renan Mazzola

Abstract


Resumo: Este trabalho objetiva compreender o funcionamento retórico-discursivo da estratégia argumentativa reductio ad Hitlerum, empregada por Frei Betto para comparar o regime nazista constituído na Alemanha dos anos 1920 e a Bancada Evangélica que compõe uma parte do Congresso Nacional brasileiro atualmente. Este trabalho se debruça sobre a expressão “ovo da serpente”, empregada na comparação construída por meio da metáfora e da metonímia. O arcabouço teórico é constituído pela Retórica clássica (Aristóteles), pela Retórica contemporânea (Angenot), por reflexões derivadas de Jakobson e pela Análise do Discurso de linha francesa (Pêcheux). O sofisma reductio ad Hitlerum se caracteriza por despertar a cólera dos interlocutores, pois não há motivos racionais ou lógicos para se concordar com esse argumento emocional.

Palavras-chave: retórica; Análise do Discurso; reductio ad Hitlerum; argumentação; debate.

Abstract: This paper aims to understand the rhetorical-discursive functioning of the reductio ad Hitlerum argumentative strategy, which was employed by Frei Betto to compare the Nazi regime that took place in Germany in the 1920s and the evangelical bench that comprises part of the current Brazilian National Congress. This work focuses on the expression “serpent’s egg”, employed in a comparison constructed through metaphor and metonymy. The theoretical framework consists of classical Rhetoric (Aristotle), contemporary Rhetoric (Angenot), Jakobson’s reflexions and French Discourse Analysis (Pêcheux). The Reductio ad Hitlerum procedure is characterized by awakening the wrath of interlocutors, because there is no rational or logical reasons to agree with this emotional argument.

Keywords: Rhetoric; Discourse Analysis; Reductio ad Hitlerum; Argumentation; Debate.


Keywords


Rhetoric; Discourse Analysis; Reductio ad Hitlerum; Argumentation; Debate.

References


AMOSSY, R. (Org.). Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2008.

ANGENOT, M. La parole pamphlétaire. Paris: Payot, 1982.

ANGENOT, M. Hégémonie, dissidence et contre-discours: réflexions sur les périphéries du discours social en 1889. Études littéraires, Paris, v. 22, n. 2, p. 11-24, 1989.

ANGENOT, M. Religions séculières, totalitarisme, fascisme: des concepts pour le XXème siècle. Discours Social, Montréal, v. 20, p. 5-38, 2010.

ANGENOT, M. La notion d’arsenal argumentatif: l’inventivité rhétorique dans l’histoire. Rétor, v. 2, n. 1, p. 1-36, 2012.

ANGENOT, M. Rhétorique de la confiance et de l’autorité. Discours Social, Montréal, v. 44, 2013.

ARISTÓTELES. Organon. São Paulo: Nova Cultural, 1999. (Coleção Os Pensadores).

ARISTÓTELES. Retórica. São Paulo: Edipro, 2013.

BERGMAN, I. Imagens. Tradução de Alexandre Pastor. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

BRAUDEL, F. Histoire et sciences sociales: la longue durée. In: Annales – Histoire, Sciences Sociales, Paris, EHESS, ano 13, n. 4, p. 725-753, 1958.

FIORIN, J. L. Figuras de Retórica. São Paulo: Contexto, 2014.

FIORIN, J. L. Argumentação e discurso. Bakhtiniana, São Paulo, v. 9, n. 1, p. 53-70, 2014.

FIORIN, J. L. Argumentação. São Paulo: Contexto, 2015.

GODWIN, M. Meme, counter-meme. Wired. 10 jan. 1994. Disponível em: http://www.wired.com/1994/10/godwin-if-2/. Acesso em: 4 maio 2016.

LOPES, P. Bancada Evangélica é ovo do nazismo, afirma Frei Betto. In: Paulopes. 20 nov. 2013. Disponível em: http://www.paulopes.com.br/2013/11/bancada-evangelica-eh-ovo-do-nazismo-diz-frei-betto.html#.VZvaleuYVtQ. Acesso em: 7 jul. 2015.

O OVO da serpente. Direção e roteiro: Ingmar Bergman. Estados Unidos da América; Alemanha Ocidental: Dino De Laurentiis Corporation, 1977. 119 min. son. color.

PATIAS, J. C. Fé e política: “toda a vivência da fé tem uma repercussão política”, afirma Frei Betto. In: Pontifícias Obras Missionárias. 16 nov. 2013. Disponível em: http://www.pom.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2554:toda-a-vivencia-da-fe-tem-uma-repercussao-politica-afirma-frei-betto&catid=16:nacionais&Itemid=75. Acesso em: 7 jul. 2015.

PÊCHEUX, M. Análise automática do discurso. Campinas: Pontes, 1997.

PÊCHEUX, Metáfora e interdiscurso. In: _____. Análise de Discurso: Michel Pêcheux. Tradução e escolha dos textos por Eni Puccinelli Orlandi. Campinas: Pontes, 2011. p. 151-162.

SCAVONE, A. Depoimento de Frei Betto no debate promovido pelo PSOL. 21 mar. 2015. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=U1MWdoh8JH8. Acesso em: 5 maio 2016.

SHAKESPEARE, W. Júlio César. Edição de Ridendo Castigat Mores. Disponível em: http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/cesar.pdf. Acesso em: 11 jul. 2015.

STRAUSS, L. Direito natural e história. Tradução de Bruno Costa Simões. São Paulo: Martins Fontes, 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.25.1.357-380

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2017 REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)