O conceito de ‘construção’ e a prática de reflexão linguística no ensino de língua materna: potencialidades e desafios com foco no uso

Maite Moraes Gil, Maity Siqueira

Abstract


O objetivo deste artigo é apresentar um racional argumentativo sobre a intersecção do conceito de ‘construção’, proposto pela Gramática Cognitiva, com a prática de reflexão linguística em aulas de língua materna, alinhada a uma abordagem de uso da língua. Para tanto, apresenta-se uma breve revisão dos conceitos pertinentes para o diálogo proposto e, em seguida, desenvolve-se uma análise de caso. São analisadas construções com verbos de deslocamento (‘ir’, ‘vir’ e ‘chegar’) seguidos pelas preposições ‘a’, ‘em’ e ‘para’, a partir da identificação e da descrição de tais construções no Corpus TecEM (234.717 palavras), composto por textos escritos por alunos de Ensino Médio em suas aulas de língua portuguesa. Argumenta-se que o conceito de ‘construção’ informa e instrumentaliza a prática de reflexão linguística que parte da compreensão de que a significação extrapola o nível do item lexical, estando presente, inclusive, na estrutura sintática. Por fim, são destacadas as potencialidades e os desafios associados à inclusão do conceito de ‘construção’, associado aos construtos teóricos basilares da Linguística Cognitiva, em práticas didáticas no ensino de língua materna.

Keywords


construções; Gramática Cognitiva; ensino de língua materna; reflexão linguística; uso

References


ACHARD, M. Teaching construal: cognitive pedagogical Grammar. In: ROBINSON, P.; ELLIS, N. (eds.). Handbook of Cognitive Linguistics and Second Language Acquisition. p. 432-455. New York/London: Routledge, 2008.

ARAÚJO, P. Aspectos semânticos-cognitivos de usos espaciais das preposições para e em na fala de comunidades quilombolas. Dissertação de Mestrado. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2008.

AVELAR, J. Complementos direcionais em afro-variedades de português e espanhol. Moderna Språk, 111(2), 15-44, 2017.

AVELAR, J.; ALVAREZ-LOPEZ, L. Directional complements, existential sentences and locatives in the Afro-Brazilian continuum of Portuguese. In ÁLVAREZ LÓPEZ, L; GONÇALVES, P & AVELAR, J (eds.), The Portuguese Language Continuum in Africa and Brazil, 189-210. Amsterdam: John Benjamins, 2018.

BUNZEN, C. Dinâmicas discursivas na aula de português: o uso do livro didático e projetos didáticos autorais. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada). Instituto de Estudos da Linguagem, UNICAMP: Campinas, 2009.

CIFUENTES HONRUBIA, J. L. Sintaxis y semántica del movimiento: Aspectos de gramática cognitiva. Alicante: Instituto Alicantino de Cultura Juan Gil-Albert, 1999.

CROFT, W. Construction Grammar. In: GEERAERTS, D.; CUYCKENS, H. The Oxford Handbook of Cognitive Linguistics. Oxford: Oxford University Press, 2007.

EVANS, V. A Glossary of Cognitive Linguistics. Edinburgh: Edinburgh University Press, 2007.

FARACO, C.A.; CASTRO, G. Por uma teoria linguística que fundamente o ensino de língua materna (ou de como apenas um pouquinho de gramática nem sempre é bom). Educar em Revista. Curitiba, v. 15, p. 179-194, 2000.

FARACO, C. A. Norma culta brasileira: desatando alguns nós. São Paulo: Parábola, 2008.

FRANCHI, C. Mas o que é mesmo “gramática”?. São Paulo: Parábola, 2006 [1988].

GERALDI, J.W. (org.). O texto na sala de aula. 5ª ed. São Paulo: Ática, 2011 [1984].

GERALDI, J.W. Portos de Passagem. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003 [1991].

HAMPE, B. From perception to meaning. Image schemas in Cognitive Linguistics. Berlim/New York: Mouton de Gruyer, 2005.

HOLME, R. Cognitive Linguistics and Language Teaching. Basingstoke/New York: Pelgrave Macmillan, 2009.

ILARI, R. Linguística e ensino da língua portuguesa como língua materna. Museu da Língua Portuguesa, 2009.

LANGACKER, R. Cognitive Grammar. In: GEERAERTS, D.; CUYCKENS, H. The Oxford Handbook of Cognitive Linguistics. Oxford: Oxford University Press, 2007.

LANGACKER, R. The relevance of Cognitive Grammar for language pedagogy. In: KNOP, S.; RYCKER, T. (eds.). Cognitive Approaches to Pedagogical Grammar. Berlin/New York: Mouton de Gruyter, 2008.

LEE, D. Congnitive Linguistics: An Introduction. Oxford: Oxford University Press, 2001.

LITTLEMORE, J. Applying Cognitive Linguistics to second language learning and teaching. Basingstoke/New York: Palgrave Macmillan, 2009.

MENDONÇA, M. Análise linguística no ensino médio: um novo olhar, um outro objeto. BUNZEN, C.; MENDONÇA, M. [orgs]. Português no Ensino Médio e Formação do Professor. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.

MOLLICA, Maria Cecília. A regência verbal do verbo ir em movimento. In SILVA, G.; SCHERRE, M. (eds.), Padrões sociolinguísticos, 85-119. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1996.

POSSENTI, S. Por que (não) ensinar gramática na escola. 2ª ed. Campinas: Mercado das Letras, 2012 [1996].

SIMÕES, L; RAMOS, J.; MARCHI, D.; FILIPOUSKI, A. M. Leitura e autoria: planejamento em Língua Portuguesa e Literatura. Erechim: Edelbra, 2012.

SLOBIN, D. Learning to think for speaking: Native language, cognition and rhetorical style. Pragmatics 1, 7−26, 1991.

SLOBIN, D. The many ways to search for a frog: Linguistic typology and the expression of motion events. In STROMQVIST; VERHOEVEN (eds.). Relating Events in Narrative. Typological and Contextual Perspectives, 219−257. Mahwah: Lawrence Erlbaum, 2004.

TALMY, L. Lexicalization patterns: semantic structure in lexical form. In SHOPEN, T. (ed.), Language Typology and Syntactic Description, Vol. 3: Grammatical Categories and the Lexicon, 36−149. Cambridge: Cambridge University Press, 1985.

TALMY, L. Toward a Cognitive Semantics (Vol. 2). Cambridge: MIT Press, 2000.

TAYLOR, J. Some pedagogical implications of Cognitive Linguistics. In: KNOP, S.; RYCKER, T. (eds.). Cognitive Approaches to Pedagogical Grammar. Berlin/New York: Mouton de Gruyter, 2008.

WIEDEMER, M. L. Variação e gramaticalização no uso de preposições em contextos de verbos de movimento no português brasileiro. Tese de Doutorado. São José do Rio Preto: Universidade Estadual Paulista, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.0.0.%25p

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2021 Maite Moraes Gil, Maity Siqueira

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional