A expressão verbal a serviço do efeito de sentido metafórico

Angela Cristina Di Palma Back

Abstract


This study focuses on the uses of the past imperfect tense of thesubjunctive according to data provided by VARSUL,1 on the basis ofBello’s prepositions (1979 [1841], 1984 [1847]) regarding Spanish.In this sense, an analysis semantic-pragmatic has been conducted inorder to interpret the evidence furnished by the Portugueseflorianopolitano which shows a metaphoric process at work.

Keywords


Past imperfect tense of the subjunctive; Verbal tense; Metaphoric use; Semantics; Pragmatics.

References


BACK, Eurico; SOUZA, Ana Claudia. Prática de leitura e produção de texto. Criciúma: UNESC, 2001. v. 2.

BACK, Ângela et al. As categorias verbais tempo, aspecto, modalidade e referência: pressupostos teóricos para uma análise semântico-discursiva. In: III SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS DE GÊNEROS TEXTUAIS, 2005, Santa Maria. Anais III SIGET. Santa Maria: UFSM, 2005.

BACK, Angela et al. Tempo-aspecto-modalidade nos gêneros crônica, carta comercial, notícia e entrevista sociolingüística: a transposição didática. (No prelo.)

BACK, Angela. Temporalidade no pretérito imperfeito do subjuntivo. (No prelo.)

BELLO, Andrés. Gramática de la lengua castelhana destinada al uso de los americanos. Madrid: EDAF, 1984 [1847].

BELLO, Andrés. Análisis ideológico de los tiempos de la conjugación castelhana. In: ______. Obra literaria. Caracas: Ayacucho, 1979 [1841].

COAN, Márluce. As categorias tempo, aspecto, modalidade e referência na significação dos pretéritos mais-que-perfeito e perfeito: correlações entre função(ões)-forma(s) em tempo real e aparente. 2003. Tese (Doutorado em Lingüística) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

COAN, Márluce. O uso do pretérito mais-que-perfeito simples como expressão do “Irrealis” nos “Autos da devessa contra os índios mura do rio Madeira e nações do rio Tocantins”; 2002; Comunicação; 5 CelSul – Cíclo de Estudos Lingüísticos do Sul; Fundação Araucária; Português; Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2002.

COMRIE, Bernard. Tense. 4. ed. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

DUCROT, Oswald; TODOROV, Tzvetan. Dicionário das ciências da linguagem. Lisboa: Publicações Dom Quichote, 1972. p. 365-378.

FIORIN, José Luiz. As astúcias da enunciação: as categorias de pessoa, espaço e tempo. São Paulo: Ática, 1996. p. 127-255.

GIVÓN, T. A functional-typological introduction. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins Publishing Co, 1984. v. 1.

GIVÓN, T. Verbal Inflections: Tense, Aspect, Modality and Negation. In: ______. English Grammar: a functional-based introduction. Amsterdam/ Philadelphia: John Benjamins Publishing Co, 1993. v. I e II.

LAKOFF, George. The contemporary theory of metaphor. In: Ortony, A. (Org.). Metaphor and Thought. Cambridge: Cambridge University Press, 1993. p. 202-251.

LYONS, John. Semantics. Cambridge: Cambridge University Press, 1977.

MATEUS, Mira et al. A categoria lingüística tempo. In: Gramática da Língua Portuguesa. Coimbra: Livraria Almedina, 1983. p.104-153.

MOURA, Heronides Maurílio de Melo. Significação e contexto: uma introdução a questões de semântica e pragmática. Florianópolis: Insular, 1999.

REICHENBACH, Hans. Elements of Symbolic Logic. New York: Macmillan Company, 1947.

SOUZA, Ana Cláudia. ¿Pretérito imperfeito do subjuntivo? Formas verbais em _sse em contextos que veiculam a noção de posteridade. In: Working papers em Lingüística, UFSC, n. 5, p. 91-110, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.15.1.39-56

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c)



e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)