A aquisição das sequências finais C fricativa C plosiva e C plosiva C plosiva do inglês por falantes do sul do Brasil: análise via Teoria da Otimidade

Ubiratã Kickhöfel Alves

Abstract


Este trabalho apresenta uma análise, via Teoria da Otimidade, doprocesso de aquisição das sequências finais CfricCplos e CplosCplos doinglês por falantes do sul do Brasil. A trajetória de aquisição dosaprendizes foi traçada com base no Algoritmo de AprendizagemGradual (BOERSMA & HAYES, 2001). Especial atenção foi dada,ao longo da análise, à questão da formalização das restrições demarcação. Para obtermos as restrições por meio de escalaslinguísticas primitivas, recorremos a dois mecanismos: AlinhamentoHarmônico e Conjunção Local. Acreditamos que a análise desenvolvidase caracteriza como pertinente não somente para os pesquisadoresvoltados à investigação do processo de aquisição de linguagem, mastambém para todos aqueles envolvidos com o estudo de modelosformais de análise linguística, tal como a Teoria da Otimidade.

Keywords


Teoria da Otimidade; Aquisição de L2; Codas complexas

References


ALLAN, Dave. Oxford Placement Test 1. Oxford University Press, 2004.

ALVES, Ubiratã Kickhöfel. A aquisição das sequências finais de obstruintes do inglês (L2) por falantes do Sul do Brasil: análise via Teoria da Otimidade. 2008. Tese (Doutorado) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2008.

ALVES, Ubiratã Kickhöfel. Sobre a posição do segmento epentético na aquisição das sequências finais /s+plosiva/ e /plosiva+plosiva/ do inglês por aprendizes brasileiros: um caso de limitação harmônica na Teoria da Otimidade. Caderno de Pesquisas em Lingüística, no prelo.

BAERTSCH, Karen. An optimality-theoretic approach to syllable structure: the split margin hierarchy. 2002. Tese (Doutorado) - Indiana University, 2002.

BISOL, Leda. A sílaba e seus constituintes. In: NEVES, Maria Helena de Moura (Org.). Gramática do português falado. Campinas: Editora da Unicamp, 1999. v. VII: Novos estudos, p. 701-702

BOERSMA, Paul; HAYES, Bruce. Empirical tests of the Gradual Learning Algorithm. Linguistic Inquiry, v. 32, p. 45-86, 2001.

BOERSMA, Paul; HAYES, Bruce; WEENINK, David. PRAAT – Doing phonetics by computer – version 4.4.22. 2006.

BONILHA, Giovana Ferreira Gonçalves. Conjoined Constraints and Phonological Acquisition. Journal of Portuguese Linguistics, v. 2, n.2, p. 7-30, 2003.

BONILHA, Giovana Ferreira Gonçalves. Aquisição fonológica do português brasileiro: uma abordagem conexionista da Teoria da Otimidade. Tese de Doutorado. Porto Alegre: PUCRS, 2005.

DE LACY, Paul. The formal expression of markedness. 2002. Tese (Doutorado) - University of Massachusetts, Amherst, 2002.

DE LACY, Paul. Markedness: reduction and preservation in phonology. Cambridge University Press, 2006.

FUKAZAWA, Haruka. Theoretical Implications of OCP effects on features in Optimality Theory. 1999. Tese (Doutorado) - University of Maryland, College Park, 1999.

FUKAZAWA, Haruka. Local Conjunction and Extending Sympathy Theory: OCP Effects in Yucatec Maya. In: LOMBARDI, Linda. Segmental Phonology in Optimality Theory: Constraints and Representations. Cambridge University Press, 2001, p. 231-260.

FUKAZAWA, Haruka; MIGLIO, Viola. Restricting Conjuction to Constraint Families. Proceedings of Western Conference on Linguistics, v. 9, p. 102-117, 1998.

GOLDSMITH, John A. Autosegmental and Metrical Phonology. Blackwell, 1990.

GOUSKOVA, Maria. Relational hierarchies in Optimality Theory: the case of syllable contact. Phonology, v. 21, p. 201-250, 2004.

LEE, Seung-Hwa. Teoria da Otimalidade e Silabificação do PB. IBLER, V. B., MENDES, E.A. M., OLIVEIRA, P. (Ed.). Revisitações: Edição Comemorativa dos 30 anos da FALE/UFMG, Belo Horizonte: Faculdade de Letras da UFMG, 1999. p. 143-156.

LUCENA, Rubens Marques de; ALVES, Ubiratã Kickhöfel. Análise variacionista da aquisição das obstruintes em coda do inglês (L2): implicações da variação dialetal da L1. Trabalho apresentado no VI Congresso Internacional da ABRALIN. João Pessoa, 2009.

McCARTHY, John. Doing Optimality Theory: Applying Theory to Data. Blackwell, 2008.

McCARTHY, John; PRINCE, Alan. Prosodic Morphology: Constraint Interaction and Satisfaction. Rutgers Optimality Archive, n. 482, 1993.

McCARTHY, John; PRINCE, Alan. Faithfulness and Reduplicative Identity. In: BECKMAN, Jill; DICKEY, Laura W; URBANCZYK, Suzanne (ed.). University of Massachusetts Occasional Papers in Linguistics, n. 18, p. 249-384, 1995.

PRINCE, Alan; SMOLENSKY, Paul. Optimality Theory: Constraint interaction in generative grammar. Technical Report, Rutgers University and University of Colorado at Boulder, 1993. Revised version published by Blackwell, 2004.

ZIMMER, Márcia Cristina. A transferência do conhecimento fonético-fonológico do português brasileiro (L1) para o inglês (L2) na recodificação leitora: uma abordagem conexionista. 187f. 2004. Tese (Doutorado em Letras) - PUCRS, Porto Alegre, 2004.

ZIMMER, Márcia Cristina; SILVEIRA, Rosane; ALVES, Ubiratã Kickhöfel. Pronunciation instruction for Brazilians: Bringing Theory and Practice Together. Cambridge Scholars Publishing, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.17.1.251-300

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c)



e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)