Conhecendo melhor a prosódia: aspectos teóricos e metodológicos daquilo que molda nossa enunciação

Plínio A. Barbosa

Abstract


O trabalho tem a finalidade de apresentar aspectos teóricos emetodológicos da área de prosódia da fala para servir de ponto departida para o pesquisador iniciante. A partir da significaçãoplatônica do termo “prosódia” desenvolve as acepções ligadas aotermo na pesquisa científica contemporânea, apresentando noçõescomo proeminência, fronteira prosódica, acento frasal, grupoacentual, foco, ênfase, entoação e ritmo. Aspectos metodológicosda área como a montagem de corpora de fala de laboratório comrelação com a fala espontânea, a normalização da duração silábicae a diferenciação da prosódia na produção da prosódia na percepçãoda fala são discutidos com o fim de apresentar algumas questõesde relevo para a área de pesquisa.

Keywords


Prosódia; Experimentação; Entoação; Ritmo.

References


BARBOSA, P. A. Incursões em torno do ritmo da Fala. Campinas: FAPESP/Pontes Editores, 2006.

BARBOSA, P. A. Automatic duration-related salience detection in Brazilian Portuguese read and spontaneous speech In: Proc. of the Speech Prosody 2010 Conference, 2010, Chicago, 2010. 100067:1-4.

BOLINGER, D. Intonation and Its Parts: Melody in Spoken English. Stanford: Stanford University Press, 1986.

BOTINIS, A.; GRANSTRÖM, B.; MÖBIUS, B. Developments and paradigms in intonation research. Speech Communication, v. 33, p. 263-296, 2001.

DUCROT, O.; TODOROV, T. Dictionnaire encyclopédique des sciences du langage. Paris: Éditions du Seuil, 1972.

FÓNAGY, I. Les langages de l’émotion, Quaterni di semantica, Bolonha, ALINEI, M. (Ed.), v. 7, n. 2, p. 305-318, 1986.

GRAMMONT, M. Petit traité de versification française. Paris: Armand Collin, 1965.

HIRST, D.; DI CRISTO, A. Intonation systems: a survey of twenty languages. Cambridge: Cambridge University Press, 1998.

LÉON, P. R. Essais de phonostylistique. Ottawa: Didier, 1971.

LEVELT, W. J. M. Speaking: from Intention to Articulation. Cambridge, MA: M.I.T. Press, 1989.

LIDDEL, H. G.; SCOTT, R.; JONES, H. S. A Greek-English lexicon. Oxford: Claredon, 1996.

MACNEILAGE, P. F. The frame/content theory of evolution of speech production. Behavioral and Brain Sciences. 21, 499–511, 1998.

MARTINET, A. Éléments de linguistique générale. 3. ed. Paris: Armand Collin, 1991.

SCHERER, K. R. On the nature and function of emotion: a component process approach. In SCHERER, K. R. EKMAN, P. (Ed.). Approaches to emotion. Hillsdale, NJ: Lawrence Erlbaum. 1984. p. 293-318.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.20.1.11-27

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c)



e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)