Políticas linguísticas e internacionalização da língua portuguesa: desafios para a inovação

Maria Helena da Nóbrega

Abstract


Resumo: Este artigo objetiva expor a compreensão vigente sobre políticas linguísticas, com o propósito de ampliar a divulgação do tema, merecedor de destaque nas pesquisas atuais da linguística aplicada. Após explicar a importância atribuída às línguas no sistema de produção da atualidade e a consequente valorização do multilinguismo, o texto apresenta políticas linguísticas no plano doméstico e no contexto externo, com ênfase para as ações de internacionalização da língua portuguesa. O resultado dessa abordagem mostra o aprimoramento das práticas de divulgação da língua portuguesa no exterior, antes restritas à tradução de renomados autores brasileiros. A conclusão revela que é preciso inovar o projeto pedagógico dos programas de pós-graduação, com vistas a formar profissionais que possam atuar nas esferas de decisão das políticas linguísticas. Tal inovação deve ser iniciada pela incorporação de estudo sobre questões éticas e ideológicas às linhas de pesquisa da pós-graduação, que reforçaria o estreitamento entre raciocínio histórico-discursivo e abordagem linguística, indo além da descrição abstrata do sistema da língua.

Palavras-chave: políticas linguísticas; internacionalização; língua portuguesa.

Abstract: This article aims at presenting the current understanding of language policies, in order to broaden the knowledge about this topic, which is worthy of emphasis in current research in Applied Linguistics. After explaining the importance attached to languages in the system of production at present, and the resulting importance of multilingualism, the paper addresses language policies both in the domestic scenario and abroad, stressing actions for the internationalization of Portuguese. The result of this approach points to the improved practices for promoting Portuguese abroad, which had previously been restricted to the translation of reputed Brazilian authors. The conclusion indicates that it is necessary to innovate the political pedagogical project of graduate programs, in order to train professionals who can serve in decision-making of language policies. Such innovation should be initiated by an inclusion of the study of ethical and ideological issues in the research areas of graduate programs, which would then strengthen the nearness of historical and discursive knowledge and the linguistic approach, thus transcending the abstract description of the language system.

Keywords: Language Policies; Internationalization; Portuguese Language.


Keywords


Language Policies; Internationalization; Portuguese Language.

References


ALTENHOFEN, C. V. Política linguística, mitos e concepções linguísticas em áreas bilíngues de imigrantes (alemães) no Sul do Brasil. Revista Internacional de Lingüística Iberoamericana - Iberoamericana Editorial Vervuert, v. 3, n. 1, p. 83-93, 2004. Disponível em: http://docplayer.com.br/2719749-Politica-linguistica-mitos-e-concepcoes-linguisticas-em-areas-bilingues-de-imigrantes-alemaes-no-sul-do-brasil.html. Acesso em: 24 ago. 2014.

ARCHANJO, R. Linguística aplicada: uma identidade construída nos CBLA. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, UFMG, v. 11, n. 3, p. 609-632, 2011.

BALDAUF JR.; R. B. Introduction – language planning: where have we been? Where might we be going? Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, UFMG, v. 12, n. 2, p. 233-248, 2012.

BOURDIEU, P. A economia das trocas linguísticas. São Paulo: Edusp, 1998.

BRANDA, L. A. A aprendizagem baseada em problemas – o resplendor tão brilhante de outros tempos. In: ARAÚJO, U. F.; SASTRE, G. (Org.). Aprendizagem baseada em problemas no ensino superior. São Paulo: Summus, 2009. p. 205-236.

CALVET, L. J. As políticas linguísticas. São Paulo: Parábola, 2007.

CARVALHO, S. da C. Políticas de promoção internacional da língua portuguesa: ações na América Latina. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, v. 51, n. 2, p. 459-484, jul./dez., 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tla/v51n2/a10v51n2.pdf. Acesso em: 11 maio 2015.

CARVALHO, S. da C.; SCHLATTER, M. Ações de difusão internacional da língua portuguesa. Cadernos do IL, Porto Alegre, UFRGS, n. 42, p. 260-284, jun. 2011. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/cadernosdoil/article/view/26027/15240. Acesso em: 17 ago. 2014.

CELANI, M. A. A. A relevância da linguística aplicada na formulação de uma política educacional brasileira. In: FORTKAMP, M. B. M.; TOMITCH, L. M. (Org.). Aspectos da linguística aplicada: estudos em homenagem ao Prof. Hilário Inácio Bohn. 2. ed. Florianópolis: Insular, 2008. p. 17-32.

CORREA, D. A. Política linguística e ensino de língua. Calidoscópio, Unisinos, v. 7, n. 1, p. 72-78, jan.-abr. 2009. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/4856. Acesso em: 24 ago. 2014.

CUNHA, R. B. Políticas de línguas e educação escolar indígena no Brasil. Educar em Revista, Curitiba, Editora UFPR, n. 32, p. 143-159, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/n32/n32a11.pdf. Acesso em: 20 ago. 2014.

DINIZ, L. R. A. Política linguística do Estado brasileiro para a divulgação do português em países de língua oficial espanhola. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, v. 51, n. 2, p. 435-458, jul.-dez. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-18132012000200009&script=sci_arttext. Acesso em: 23 set. 2014.

DINIZ, L. R. A.; O "Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas" - sujeitos, estados nacionais e mercado. In: SETA - Seminário de Teses em Andamento, XII., 2006, Campinas. Anais... Campinas: Unicamp, 2007. p.363-369. Disponível em: http://revistas.iel.unicamp.br/index.php/seta/article/view/274/236. Acesso em: 12 nov. 2014.

FIORIN, J. L. O acordo ortográfico: uma questão de política linguística. Revista Veredas, Juiz de Fora, PPG Linguística, UFJF, v. 1, n. 9, p. 1-19, 2009. Disponível em: http://www.ufjf.br/revistaveredas/files/2009/12/artigo012.pdf. Acesso em: 29 ago. 2014.

FRITZEN, M. P. “Ia na escola alemã e de um dia pro outro fechou. E nós não sabíamos falar o português”: refletindo sobre as políticas linguísticas em contexto de língua minoritária. Revista Linguagem & Ensino, Pelotas, v. 15, n. 1, p. 113-138, jan.-jul. 2012. Disponível em: http://rle.ucpel.edu.br/index.php/rle/article/viewFile/480/426. Acesso em: 18 ago. 2014.

HAAG, C. Diversidade brasileira. Revista Pesquisa Fapesp, São Paulo, Fapesp, v. 173, p. 86-89, jul. 2010.

INSTITUTO CAMÕES. Disponível em: http://www.instituto-camoes.pt. Acesso em: 4 jun. 2015.

LUNA, J. M. O Army Method e o desenvolvimento da linguística aplicada nos Estados Unidos. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, UFMG, v. 12, n. 1, p. 31-48, 2012.

LUQUETTI, E. C. F.; MOURA, S. A. de; CASTELANO, K. L. Políticas linguísticas: análise de polêmica pública em torno da adoção de livro de ensino de português para jovens e adultos pelo MEC. Revista Agenda Social, UENF, v. 5, n. 3, p. 13-29, set.-dez., 2011. Disponível em: http://www.uenf.br/Uenf/Downloads/Agenda_Social_8802_1337692953.pdf. Acesso em: 24 ago. 2014.

MENDES, E. O ensino de português como língua de herança – entrevista a M. Cardoso, 12 abr. 2014. Disponível em: http://iilp.wordpress.com/2014/04/12/entrevista-edleise-mendes/. Acesso em: 11 maio 2015.

OLIVEIRA, G. M. de. Políticas linguísticas como políticas públicas. 2013. Disponível em: http://e-ipol.org/wp-content/uploads/2013/06Politicas_linguisticas_e_Politicas_publicas. pdf. Acesso em: 24 ago. 2014.

OLIVEIRA, G. M. de. Política linguística e internacionalização: a língua portuguesa no mundo globalizado do século XXI. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, v. 52, n. 2, p. 409-433, jul.-dez. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tla/v52n2/a10v52n2.pdf. Acesso em: 27 set. 2014.

OLIVEIRA, G. M. de. Política linguística na e para além da educação formal. In: Revista Estudos Linguísticos, n. 34, p. 87-94, 2005. Disponível em: http://www.gel.org.br/estudoslinguisticos/edicoesanteriores/4publica-estudos-2005/4publica-estudos-2005-pdfs/1-convidado-gilvan.pdf. Acesso em: 18 ago. 2014.

PASSOS, J. L. Literatura brasileira a distância – entrevista a C. Ploennes. Revista Língua Portuguesa, São Paulo, Segmento, Ano 9, n. 107, p. 12-16, set. 2014.

PESSOA, M. do S. Concepções de linguagem e políticas linguístico-culturais: aproximações e/ou afastamentos na educação linguística. 2007. Disponível em: http://www.oi.acidi.gov.pt/docs/Seminario_LPIntegracao/8_Maria_Socorro_Pessoa.pdf. Acesso em: 23 ago. 2014.

RAJAGOPALAN, K. Política linguística: do que se trata afinal? In: NICOLAIDES, C. et al. (Org.). Política e políticas linguísticas. Campinas: Pontes, 2013. p. 19-42.

RAJAGOPALAN, K. Política linguística e a política da linguística. In: SIMÕES, D.; HENRIQUES, C. C. (Org.). Língua portuguesa, educação & mudança. Rio de Janeiro: Europa, 2008. p. 11-22.

SÁ, D. S. O leitorado brasileiro em Manchester: política linguística e ensino de português como língua estrangeira. Cadernos de Letras da UFF - Dossiê difusão da língua portuguesa, n. 39. p. 31-40, 2009. Disponível em: http://www.cadernosdeletras.uff.br/images/stories/edicoes/39/artigo1.pdf. Acesso em: 18 ago. 2014.

SILVA, M. V. da. História das ideias linguísticas: o Estado, as instituições, as políticas. 2007. Disponível em: http://www.ucb.br/sites/100/165/artigosecomunicacoes/1historia.pdf. Acesso em: 18 ago. 2014.

SINGH, N. K.; ZHANG, S.; BESMEL, P. Globalization and language policies of multilingual societies: some cases studies of South East Asia. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, Belo Horizonte, UFMG, v. 12, n. 2, p. 349-380, 2012.

TONDATO, M. P. Telenovelas exportadas. Disponível em: http://www.portcom.intercom.org.br/pdfs/0c6f28cc27f89a01f7c94d145f361665.PDF. Acesso em: 8 set. 2014.

TORQUATO, C. P. Políticas linguísticas, linguagem e interação social. In: Revista Escrita, Rio de Janeiro, PUC-Rio, n. 11. p. 1-29, 2010. Disponível em: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/16370/16370.PDF. Acesso em: 21 ago. 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.24.2.417-445

Refbacks

  • There are currently no refbacks.
';



Copyright (c) 2016 REVISTA DE ESTUDOS DA LINGUAGEM



e - ISSN 2237-2083 

License

Licensed through  Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional    

Image result for fapemig

Grant #APL-00427-17 (2018-2019)