A aprendizagem nas organizações: comunidades de prática e letramento digital

Christiane Heemann

Resumo


O cenário mundial vem sofrendo inúmeras mudanças decorrentes do processo de globalização e surgimento sucessivo de novas tecnologias de informação e comunicação. Para as organizações, tal mudança contínua faz com que elas busquem a necessidade de investir no seu capital intelectual. Uma resposta a essas transformações é a Educação Corporativa por meio da Educação a Distância, em que as organizações encontraram espaço para atender a um grande número de pessoas. Esta expansão se justifica pelos custos elevados da educação presencial, limitações geográficas e de tempo. Nas empresas também ocorre aprendizagem, e o engajamento em atividades online e as diversas interações levam a diferentes tipos de aprendizagem que requerem a apropriação das tecnologias de informação e comunicação pelos participantes. Tal aprendizagem está ligada ao letramento digital que demanda uma nova maneira de ser no mundo e de se relacionar. O domínio perfeito para se refletir sobre a aliança do conhecimento, aprendizagem e prática no local de trabalho é a ideia de comunidade de prática (LAVE e WENGER, 2006). Este trabalho almeja discutir a imbricação da aprendizagem no trabalho junto às comunidades de prática, buscando entender como os indivíduos constroem conhecimento por meio das práticas sociais.


Palavras-chave


Letramento digital. Comunidades de prática. Educação corporativa. Aprendizagem no trabalho. Práticas sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17851/1983-3652.6.2.78-89

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Texto Livre: Linguagem e Tecnologia
ISSN 1983-3652 (eletrônica)

Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais

Belo Horizonte - Minas Gerais (Brasil)

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.