Querelas da Dissonância: Nietzsche, Wagner, Tragédia e Música

Antonio Manoel Nunes

Resumo


Tristan and Isolde as a metaphor for the union and disaggregation between Nietzsche and Wagner. Dionysus spirit and apollinean spirit: The Birth of Tragedy. First encounters and the building up of passion. A strange triangle: Nietzsche, Wagner and Cosima. The fall of the relationship in Human, All-Too-Human and The Wagner Affair. Bizet and the Mediteranean dionysism. The disputes of dissonance: the dawn of modernity in its several vanguards of expression.

Texto completo:

PDF

Referências


CHAUÍ, Marilena. História das grandes idéias do mundo ocidental. São Paulo: Abril Cultural, [s.d.]. v. 3, p. 627: Nietzsche.

HALÉVY, Daniel. Nietzsche; uma biografia. Rio de Janeiro: Campus, 1989.

HOLLINRAKE, Roger. Nietzsche, Wagner e a filosofia do pessimismo. Rio Janeiro: Jorge Zahar, 1986.

NIETZSCHE, Friedrich. O caso Wagner. Porto: Rés, [s.d.].

NIETZSCHE, Friedrich. Gaia ciência. Lisboa: Guimarães e Cia., 1977.

NIETZSCHE, Friedrich. Origem da tragédia. 2.ed. Lisboa: Guimarães e Cia., 1972.

WISNIK, José Miguel. A paixão dionisíaca. In: NOVAES, Adauto (Org.). Os sentidos da Paixão. São Paulo: Companhia das Letras; Rio de Janeiro: FUNARTE, 1987.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.1.0.75-81

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 1993 Antonio Manoel Nunes



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.