Inventariar contos sobre futebol: o estrangeiro e a mulher nas antologias brasileiras

Gustavo Cerqueira Guimarães

Resumo


Resumo: Este artigo tem o objetivo de apresentar as dezoito principais antologias de contos sobre futebol em circulação no Brasil, a exemplo de Onze em campo (1986) e 22 contistas em campo (2006), organizadas por Flávio Moreira da Costa, e Entre as quatro linhas (2013), organizada por Luiz Ruffato, levando em consideração alguns de seus paratextos, particularmente o prefácio, o sumário, o título, as referências, o nome e as notas de autoria, segundo a concepção de Gérard Genette. Paralelamente a essa apresentação, aponta-se para duas problematizações importantes relacionadas aos estudos comparatistas e ao mundo futebolístico. Em um primeiro momento, menciona-se a presença de autores estrangeiros em algumas das antologias, o que nos permite apontar para a tensão entre o local e o global presente nas narrativas sobre o futebol desde sua chegada ao Brasil. Num segundo momento, constata-se a baixíssima quantidade de contos publicados por mulheres em relação aos homens, dentre elas Rachel de Queiroz, Hilda Hilst, Edla van Steen, Edy Lima, Adriana Lisboa e Tatiana Salem Levy, suscitando questões relativas à participação da mulher tanto no futebol quanto no discurso literário que o tematiza. Tais aspectos demonstram como o futebol e a literatura (e a edição) se relacionam, dramatizando e refletindo aspectos socioculturais do sujeito contemporâneo.

Palavras-chave: antologias de contos sobre futebol; futebol e gênero; estrangeiro; paratexto; literatura comparada.

Abstract: This article aims to present the eighteen major anthologies of football stories circulating in Brazil, such as Entre as quatro linhas (2013), organized by Luiz Ruffato; 22 contistas em campo (2006) and Onze em campo (1986), both organized by Flávio Moreira da Costa, taking into consideration some of their paratexts, mainly preface, summary, title, references, name, and authorship notes, according to Gérard Genette’s theory. Parallel to this introduction, we stress two major issues related to comparative studies and to the domain of football: first, we mention the occurrence of foreign authors in some of the anthologies, which allows us to highlight the tension between the local vs. the global, present in football narratives since the sport arrived in Brazil. Secondly, there is the very low number of stories published by women in relation to men, among them Rachel de Queiroz, Hilda Hilst, Edla van Steen, Edy Lima, Adriana Lisboa, and Tatiana Salem Levy, raising issues related to women’s participation both in football and in the literary discourse that thematizes it. Such aspects reveal how football and literature (also edition) relate, as they enact and reflect sociocultural aspects of contemporary subjects.

Keywords: football story anthologies; football and gender; foreigner; paratext; comparative literature.


Palavras-chave


football story anthologies; football and gender; foreigner; paratext; comparative literature.

Texto completo:

PDF

Referências


HISTÓRIAS de futebol. Prefácio de Juca Kfouri. São Paulo: Nova Alexandria, 2006.

A BOLA gira com o mundo. Ilustração de Valeriano. São Paulo: Nova Alexandria, 2006. (Coleção Prazer em Ler).

ARAÚJO, Carlos Magno; CASTRO, Gustavo de; LIMA, Samarone (Org.). A cabeça do futebol. Brasília: Casa das Musas, 2009.

BRANCO, Marcelo Simões (Org.). Outras copas, outros mundos. Ilustração de Mario Mastrotti e Octávio Aragão. São Caetano do Sul, SP: Ano-Luz, Grupo PECAS, 1998.

BRASIL. Conselho Nacional de Desportos. Decreto-Lei n. 3199 de 14 de abril de 1941. Estabelece as bases de organização dos desportos em todo o país. Brasília, DF, 1941. Seção 1. Disponível em: goo.gl/naHg7I. Acesso em: 25 ago. 2016.

CASTRO, Gustavo de; LIMA, Samarone; ARAÚJO, Carlos Magno (Org.). A cabeça do futebol. Brasília: Casa das Musas, 2009.

COELHO, Eduardo (Org.). Donos da bola. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2006.

CORNELSEN, Elcio; SILVA, Silvio Ricardo. O futebol visto da academia: entrevista com Elcio Cornelsen e Silvio Ricardo. Em Tese, Belo Horizonte, v. 20, n. 1, p. 169-176, jan./abr. 2014. Entrevista concedida a Marcelino Rodrigues da Silva.

COSTA, Flávio Moreira da (Org.). 22 contistas em campo. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006.

COSTA, Flávio Moreira da (Org.). Onze em campo e um banco de primeira. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1998.

COSTA, Flávio Moreira da (Org.). Onze em campo. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1986.

COSTA, Flávio Moreira da. Entrevista com Flávio Moreira da Costa. G1, Rio de Janeiro, 16 jan. 2009. Máquina de Escrever. Disponível em: . Acesso em: 25 ago. 2016.

COSTA, Flávio Moreira da. Malvadeza Durão – mais, Nélson Barbante, Neizinho Copacabana, Coisa Ruim, Bezerro Bill, Drácula e outros contos malandros. Rio de Janeiro: Record, 1981.

COUTINHO, Edilberto. Maracanã, adeus: onze histórias de futebol. 9. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1994.

CUNHA, Teresa Cristina de Paiva Montes. O início do futebol feminino no Brasil. In: KESSLER, Cláudia Samuel (Org.). Mulheres na área: gênero, diversidade e inserções no futebol. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2016. p. 233-254.

DIAFÉRIA, Lourenço; PIZA, Daniel; ANGELO, Ivan (Org.). A vez da bola: crônicas e contos do imaginário esportivo brasileiro. Ilustração de Eduardo Burato e Werner Schulz. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2004. (Coleção Toque de Letra; Série Lazuli).

ESTANTE Virtual. Disponível em: .

FRANCO JÚNIOR, Hilário. As cores da vida. In: ARAÚJO, Carlos Magno; CASTRO, Gustavo de; LIMA, Samarone (Org.). A cabeça do futebol. Brasília: Casa das Musas 2009. p. 123-131.

GALUPPO, Ricardo. Raça e amor: a saga do Clube Atlético Mineiro vista da arquibancada. Rio de Janeiro: Ediouro, 2005.

GARCIA, Edson Gabriel. O goleiro do time. In: MATTOS, Cyro de (Org.). Contos brasileiros de futebol. Brasília: LGE, 2006. p. 93-96.

GENETTE, Gérard. Paratextos editoriais. Tradução de Álvaro Faleiros. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2009.

GIGLIO, Sérgio Settani; SPAGGIARI, Enrico. A produção das ciências humanas sobre futebol no Brasil: um panorama (1990-2009). Revista de História, São Paulo, n. 163, p. 293-350, jul./dez. 2010. Dossiê História e Futebol.

GOELLNER, Silvana Vilodre. Apresentação. In: KESSLER, Cláudia Samuel (Org.). Mulheres na área: gênero, diversidade e inserções no futebol. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2016. p. 13-15.

GOELLNER, Silvana Vilodre. Mulher e esporte no Brasil: entre incentivos e interdições elas fazem história. Pensar a Prática, Goiânia, v. 8, n. 1, p. 85-100, nov. 2005.

GOELLNER, Silvana Vilodre. Mulheres e futebol no Brasil: entre sombras e visibilidades. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 143-151, jun. 2005.

GOELLNER, Silvana Vilodre. Pode a mulher praticar o futebol? In: CARRANO, Paulo Cesar Rodrigues (Org.). Futebol: paixão e política. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. p. 79-93.

HISTÓRIAS de ficção científica por Carla Cristina Pereira, Gerson Lodi-Ribeiro. Editora Draco, [20--]. Disponível em: goo.gl/FDqmT7. Acesso em: 15 ago. 2016.

LIMA, João Gabriel de (Org.). Livro Bravo! Literatura e futebol. Projeto gráfico de Klaus Bernhoeft. Ilustração de Ricardo Soares. São Paulo: Ed. Abril, 2010.

LIVRARIA Cultura. Disponível em: http://www.livrariacultura.com.br/.

LUDOPÉDIO. Disponível em: http://www.ludopedio.com.br/.

MATTOS, Cyro de (Org.). Contos brasileiros de futebol. Brasília: LGE, 2006.

MIGUEL, Adilson. Apresentação. In: MIGUEL, Adilson; VIANA, Maria (Org.). Histórias de futebol. Ilustração de Rubem Filho. São Paulo: Scipione, 2006.

MIGUEL, Adilson; VIANA, Maria (Org.). Histórias de futebol. Ilustração de Rubem Filho. São Paulo: Scipione, 2006.

MOUTINHO. Apresentação. In: LIMA, João Gabriel de (Org.). Livro bravo! Literatura e futebol. São Paulo: Ed. Abril, 2010. p. 10-13.

NASCIMENTO, Edônio Alves do. A esfera como metáfora: representações do futebol no campo da literatura (leituras do tema no conto de ficção). 2011. 403 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Literatura Comparada) – Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.

NAVAS, Adolfo Montejo. Mínimas palavras antes de entrar em campo. In: NAVAS, Adolfo Montejo (Org.). A bola entre palavras. São Paulo: Annablume, 2010. p. 7-9.

OSTERMANN, Ruy Carlos (Org.). Meia encarnada, dura de sangue: literatura e esporte. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2001.

PEDROSA, Milton (Org.). Gol de letra: o futebol na literatura brasileira. Rio de Janeiro: Editora Gol, 1967.

PIAZZI, Giulia. Esporte de massa como objeto de nicho: uma análise editorial do mercado de livros de futebol. 2015. 92 f. Monografia (Graduação em Letras – Tecnologias de Edição) – CEFET/MG, Belo Horizonte, 2015. Disponível em: https://goo.gl/w2Mmw5. Acesso em: 25 ago. 2016.

PIMENTEL, Luís (Org.). Paixão e ficção: contos e causos de futebol. Rio de Janeiro: Myrrha, 2009.

PIÑEIRO, Claudia. Las dueñas de la pelota: cuentos de fútbol escritos por mujeres. Buenos Aires: El Ateneo, 2014.

RAMOS, Ricardo (Org.). A palavra é... futebol. Seleção de fotos de Andréa Cozzolino. São Paulo: Scipione, 1990.

RIBEIRO, Paulo. Vinagre deu uma voadeira. In: OSTERMANN, Ruy Carlos (Org.). Meia encarnada, dura de sangue – literatura e esporte. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2001. p. 62-64.

RIGOBELLI, Marco (Org.). Futebol: histórias fantásticas de glória, paixão e vitórias. São Paulo: Draco, 2014.

RIGOBELLI, Marco. Prefácio. In: ______ (Org.). Futebol: histórias fantásticas de glória, paixão e vitórias. São Paulo: Draco, 2014.

RUFFATO, Luiz (Org.). Entre as quatro linhas: contos sobre futebol. São Paulo: Editora DSOP, 2013.

RUFFATO, Luiz. O mundo inimigo. Rio de Janeiro: Record, 2005. (Inferno Provisório, v. II).

SÁ, Jorge de. A crônica. São Paulo: Ática, 1997.

SALVINI, Leila; MARCHI JÚNIOR, Wanderley. Uma história do futebol feminino nas páginas da revista Placar entre os anos 1980-1990. Movimento, Porto Alegre, v. 19, n. 1, p. 95-115, out. 2012.

SANTANA, Telê. Preleção do Mestre. In: BRANCO, Marcelo Simões (Org.). Outras copas, outros mundos. São Caetano do Sul, SP: Ano-Luz, Grupo PECAS, 1998. p. IX.

SCHLEE, Aldyr Garcia. Aldyr Garcia Schlee trata da fronteira imaginada em sua literatura. Zero Hora, Porto Alegre, 26 out. 2013. Entrevista. Disponível em: goo.gl/FnKc5M. Acesso em: 15 ago. 2016.

SCHLEE, Aldyr Garcia. Maestros del fútbol. In: OSTERMANN, Ruy Carlos (Org.). Meia encarnada, dura de sangue – literatura e esporte. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2001. p. 74-80.

SILVA, Silvio Ricardo da. Levantamento da produção sobre o futebol nas ciências humanas e sociais de 1980 a 2007. Belo Horizonte: Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional/UFMG, 2009.

STEIN, Shawn; CAMPISI, Nicolás (Org.). Por amor a la pelota: once cracks de la ficción futbolera. Santiago: Cuarto Proprio, 2015.

VALDANO, Jorge (Org.). Contos de futebol. Tradução de Conceição Silva, Fernanda Holbeche, Manuel Alberto. Lisboa: Relógio d’Água, 2002.

VALDANO, Jorge (Org.). Cuentos de fútbol. Seleção e prólogo de Jorge Valdano. Buenos Aires: Alfaguara, 1998.

VIANY, Alex. Cinema no Maracanã. In: PEDROSA, Milton (Org.). Gol de letra: o futebol na literatura brasileira. Rio de Janeiro: Editora Gol, 1967. p. 127-131.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.26.3.87-121

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Gustavo Cerqueira Guimarães



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.