O outro cinema

Luiz Nazario

Resumo


Resumo: Um breve panorama da trajetória percorrida pelo desejo homossexual no cinema, de seu tímido despertar no cinema mudo alemão, passando pelo seu mascaramento em Hollywood e sua estilização no “cinema de arte” europeu, até a constituição de um assumido “cinema gay” nos oásis de liberdade do capitalismo avançado.

Palavras-chave: cinema; alteridade; capitalismo avançado.

Résumé: Un bref panorama de la trajectoire parcourue par le désir homosexuel au cinéma, de son timide réveil au cinéma muet allemand, en passant par son déguisement à Hollywood et sa estilisation au “cinéma d’art” européen, jusqu’à la constitution d’un assumé “cinéma gay” dans les oasis de liberté du capitalisme avancé.

Mots-clefs: cinema; altérité; capitalisme avancé.


Palavras-chave


cinema; alteridade; capitalismo avançado; altérité; capitalisme avancé.

Texto completo:

PDF

Referências


DANIEL, R. et al. Código de censura cinematográfico de 1930. Versión textual del célebre código de censura Hays en Hollywood. Cinemateca, Montevideo, n. 19, p. 41-42, mar. 1979.

DIFFERENT from the Others. Director: Richard Oswald. Gay-Themed Films of The German Silent Era. Restored by Film Museum München. Kino Vídeo, 2004. DVD.

FESTIVAL INTERNAZIONALE DI FILM CON TEMATICHE OMOSESSUALI “DA SODOMA A HOLLYWOOD” DI TORINO. Disponível em: http://www.tglff.com/ 2007/index.htm.

FRESSIA, Alfredo. Acerca de la literatura gay. Agulha, Fortaleza, São Paulo, n. 20, jan. 2002. Disponível em: http://www.revista.agulha.nom.br/ag20fressia.htm. Acesso em: 1o ago. 2007.

KURTZ, Adriana. Notas para uma história do cinema homossexual na era dos regimes totalitários. Menemocine, 1 jun. 2001. Disponível em: http://www.mnemocine.com.br/cinema/historiatextos/adrianacinehomo.htm. Acesso em: 19 maio 2008.

LAVINE, Marc. Brokeback lança tendência gay em Hollywood. Folha on line, São Paulo, 1 mar. 2006. Folha Ilustrada. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u58337.shtml. Acesso em: 19 maio 2008.

MANN, William. Bastidores de Hollywood: a influência exercida por gays e lésbicas 1910- 1969. São Paulo: Landscape, 2002. 442 p.

MARCUSE, Herbert. Eros e civilização. Rio de Janeiro: Zahar, 1981. 232 p.

MARCUSE, Herbert. Ideologia da sociedade industrial. Rio de Janeiro: Zahar, 1967. 238 p.

MICHAEL. Gay-Themed Films of the German Silent Era. Kino Vídeo, 2004. DVD.

MORENO, Antônio. A personagem homossexual no cinema brasileiro. Rio de Janeiro: EDUFF, 2001. 307 p.

NAZARIO, Luiz. Monstros marcianos. In: JEHA, Julio (Org.). Monstros e monstruosidades na literatura. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2007. p. 146-183.

NAZARIO, Luiz. Todos os corpos de Pasolini. São Paulo: Perspectiva, 2007. 400 p.

OTTOSSON, Daniel. Homofobia no Estado: uma pesquisa mundial sobre legislações que proíbem relação sexual consensual entre adultos homossexuais; um relatório da ILGA (International Lesbian and Gay Association). abr. 2007. Disponível em: http://www.ilga.org/ statehomophobia/Homofobia_do_Estado_ILGA_07.pdf. Acesso em: 17 maio 2007.

PIRES, Thereza. Sexo, mentiras e Hollywood: o Código de Hays. Mix Brasil, 16 jul. 2003. Disponível em: http://mixbrasil.uol.com.br/cultura/especiais/codigo/codigo.asp. Acesso em: 27 jun. 2008.

PIRES, Thereza. Tab Hunter: Antes tarde do que nunca. Mix Brasil, 20 jul. 2007. Disponível em: http://mixbrasil.uol.com.br/mp/upload/noticia/3_52_61515.shtml. Acesso em: 19 maio 2008.

SALOMÉ. Texto do encarte de Lori Martin. DVD produzido por David Shepard. Image Entertainment, 2001. DVD.

SEX in Chains. Gay Themed Films of the German Silent Era. Restored by Film Museum München. Kino Vídeo, 2004. DVD.

SULLIVAN, Andrew. Praticamente normal: uma discussão sobre o homossexualismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. 173 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.16.2.94-109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2007 Luiz Nazario



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.