Entre palavras e ações: o crime na linguagem de Guimarães Rosa

Valda Suely Silva Verri

Resumo


O objetivo deste texto é discutir como o narrador de “– Uai, eu?”, de Guimarães Rosa, conduz a narração sobre o crime que cometera e como esta forma de narrar, dirigida a um narratário,
seu advogado, possibilita ao leitor perceber a ambiguidade de seu discurso e refletir sobre sua culpa. Para tanto, empregamos a terminologia de Gerard Genette e as considerações teóricas sobre o narratário de Gerald Prince

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2317-2096.20.3.243-255

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 Valda Suely Silva Verri



Aletria: Revista de Estudos de Literatura
ISSN 1679-3749 (impressa) / ISSN 2317-2096 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.