Poética da sacada: do corpo ao caco contemporâneo

Pedro Marques

Resumo


A poética da sacada é das linhagens decisivas da poesia brasileira em décadas. Até quem evita, não raro propõe saídas a ela. Como achado de pensamento ou de linguagem, a sacada deriva da alteração provocada por toda figura retórica na língua corrente. Como operação radical com valor em si conecta-se a rupturas perpetradas por vanguardas, no caso, modernistas e concretistas. Pela quantidade e variedade de publicações, de tons humorísticos aos filosóficos, trata-se da vertente dominante, cujos usos, rigorosos ou facilitadores, privilegiam a sacada como unidade ante-poema, ante-livro. Procuro, assim, distinguir o procedimento, enquanto engrenagem de uma máquina de técnicas e sentidos, do mero truque, isto é, “uma ideia na cabeça, um teclado nas mãos”.

The poetic insight is one of the strong features of Brazilian poetry in decades. Even those poets who are not of this lineage, sometimes propose alternatives to it. An insight, as invention of thought or language, arises from any rhetorical figure that causes some change in current language.As a radical action, with value itself, it connects to breaks conducted by the vanguards, in the Brazilian case, modernists and concretists.In quantity and variety of publications, from the funnier to the more philosophical, the poetic insightis the dominant line, their rigorous or facilitators practices prefer the insight as an unit-poetic in place of the poem or book. So here, I try to distinguish the procedure, as cogs in a techniques machine and meanings, from de simple trick, in fact, “idea in mind, keyboard in hands”.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2359-0076.34.51.107-139

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Centro de Estudos Portugueses
ISSN 1676-515X (impressa) / ISSN 2359-0076 (eletrônica)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

.