Cartas de Graciliano Ramos: diálogos entre o AEM e outros arquivos / Letters from Graciliano Ramos: Dialogues Between the AEM and Other Archives

Lygia Barbachan de Albuquerque Schmitz

Resumo


Resumo: Nesta edição comemorativa de trinta anos do Acervo de Escritores Mineiros (AEM), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), escolheu-se pensar a questão do arquivo literário a partir da leitura de algumas cartas de/para Graciliano Ramos que, apesar de não ter nascido na terra de Carlos Drummond de Andrade, tem seu espaço nas “Coleções especiais” do referido acervo. Em virtude deste número festivo de O eixo e a roda, portanto, são colocadas em diálogo duas cartas de Graciliano Ramos domiciliadas no AEM – uma escrita a Octavio Dias Leite e outra, a Getúlio Vargas –, juntamente com correspondências adicionais residentes em outros arquivos, a fim de perscrutar o universo literário do autor por meio de sua escrita epistolar. Com este trabalho, verificou-se que as cartas são um espaço privilegiado de reflexão literária do autor de Vidas Secas e que o Arquivo Graciliano Ramos está cada vez mais vivo, à espera de novas leituras, consignações, reciclagem.
Palavras-chave: Graciliano Ramos; cartas; arquivo.

Abstract: In this thirty-year commemorative edition of the Acervo de Escritores Mineiros (AEM), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), it was chosen to think about the issue of the literary archive from the reading of some letters from/to Graciliano Ramos who, although not born in the land of Carlos Drummond de Andrade, has his space in the “Coleções especiais” of that collection. Due to this festive number of O eixo e a roda, therefore, are placed in dialogue two letters from Graciliano Ramos domiciled in AEM – one written to Octavio Dias Leite and other, to Getúlio Vargas –, along with additional correspondence residing in other archives, in order to scrutinize the literary universe of the author through his epistolary writing. With this work, it was verified that the letters are a privileged space for literary reflection of the author of Vidas Secas and that the Graciliano Ramos Archive is increasingly alive, waiting for new readings, consignations, recycling.
Keywords: Graciliano Ramos; letters; archive.


Palavras-chave


Graciliano Ramos; cartas; arquivo

Texto completo:

PDF

Referências


ACERVO de escritores mineiros. Belo Horizonte: UFMG, 2019. Disponível em: http://sites.letras.ufmg.br/aem/. Acesso em: 20 abr. 2019.

ALVES, F. C. Armas de papel – Graciliano Ramos, as Memórias do cárcere e o Partido Comunista Brasileiro. Prefácio de Francisco Alambert. São Paulo: Ed. 34, 2016.

ANDRADE, C. D. de. [Correspondência]. Destinatário: Graciliano Ramos. Rio de Janeiro, 26 ago. 1945. 1 folha, datilografado.

ANDRADE, C. D. de. Poema de sete faces. In: ANDRADE, C. D. Obra completa. Rio de Janeiro: José Aguilar Editora, 1967. p. 53.

BORGES, J. L. [Correspondência]. Destinatário: Graciliano Ramos. Buenos Aires, 14 out. 1952. 1 folha, datilografado.

BOSI, A. História concisa da literatura brasileira. 3. ed. São Paulo: Cultrix, 1994.

CALVINO, I. La poubelle agréé. In: CALVINO, I. O caminho de San Giovanni. Tradução de Roberta Barni. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. p. 77-101.

CANDIDO, A. Ficção e confissão. Ensaios sobre Graciliano Ramos. 3. ed. revista pelo autor. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2006.

DERRIDA, J. Mal de arquivo: uma impressão freudiana. Tradução de Claudia de Moraes Rego. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

FOUCAULT, M. O que é um autor? Prefácio de José A. Bragança de Miranda e António Fernando Cascais. Tradução de António Fernando Cascais e Edmundo Cordeiro. Lisboa: Vega, 1992.

GARRAMUÑO, F. O regionalismo crítico de Vidas secas. Tradução de Jorge Wolff. Crítica cultural, Palhoça, v. 5, n. 1, p. 89- 101, jul. 2010. DOI: https://doi.org/10.19177/rcc.v5e1201085-102. Disponível em: http://dx.doi.org/10.19177/rcc.v5e1201085-102. Acesso em: 15 ago. 2016.

LACAN, J. O seminário sobre “A carta roubada”. In: LACAN, J. Escritos. 3. ed. Tradução de Inês Oseki-Depré. São Paulo: Perspectiva, 1992. p. 17-67.

LEBENSZTAYN, I. Cartas inéditas de Graciliano Ramos: estilo, amizades, bastidores da criação literária e da história. Letras de hoje, Porto Alegre, v. 49, n. 2, p. 145-153, abr.-jun. 2014. DOI: https://doi.org/10.15448/1984-7726.2014.2.15491. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/viewFile/15491/11359. Acesso em: 7 jul. 2017.

MAIA, P. M. (org). Cartas inéditas de Graciliano Ramos a seus tradutores argentinos: Benjamín de Garay e Raúl Navarro. Introdução, ensaios e notas de Pedro Moacyr Maia. Organização e apresentação de Fernando da Rocha Peres. Salvador: EDUFBA, 2008.

MORAES, D. de. O velho Graça: uma biografia de Graciliano Ramos. 1. ed. revista e ampliada. São Paulo: Boitempo, 2012.

POE, E. A. A carta roubada. In: POE, E. A. Histórias extraordinárias. Tradução, seleção e apresentação de José Paulo Paes. São Paulo: Companhia das Letras, 2008. p. 48-68.

RAMOS, C. Elementos de biografia. In: GARBUGLIO, J. C. et al. Graciliano Ramos. São Paulo: Ática, 1987.

RAMOS, G. [Correspondência]. Destinatário: Getúlio Vargas. Rio de Janeiro, 29 ago. 1938. 3 folhas, manuscrito digitalizado.

RAMOS, G. [Correspondência]. Destinatário: Octavio Dias Leite. Rio de Janeiro, 3 set. 1937b. In: RAMOS, G. Graciliano Ramos (1892-1953): 50 anos de morte. Margens/ Márgenes: Revista de Cultura (2002-2007), Belo Horizonte, n. 03, p. 40-41, 2003. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/margens_margenes/article/view/10730/9477. Acesso em: 21 mar. 2019.

RAMOS, G. [Correspondência]. Destinatário: Oscar Mendes. Maceió, 5 abr. 1935. In: LEBENSZTAYN, I.; SALLA, T. M. A arte pede misericórdia: a carta de Graciliano Ramos inédita em livro. Revista Cult, São Paulo, n. 239, p. 36-39, 10 out. 2018. Dossiê Graciliano Ramos.

RAMOS, G. [Correspondência]. Destinatário: Wilson Martins. Rio de Janeiro, 24 nov. 1944a. 1 folha, manuscrito.

RAMOS, G. [Correspondência]. Destinatário: Wilson Martins. Rio de Janeiro, 18 dez. 1944b. 1 folha, datilografada.

RAMOS, G. [Correspondência]. Destinatário: Wilson Martins. Rio de Janeiro, 16 abr. 1945. 1 folha, datilografada.

RAMOS, G. Baleia. O Jornal, Rio de Janeiro, ano XIX, n. 5502, 23 maio 1937a. Quarta Secção, p. 1-2. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/110523_03/37970?pesq=Baleia. Acesso em: 14 jul. 2019.

RAMOS, G. Cartas. Nota de Heloísa Ramos. 8. ed. Rio de Janeiro: Record, 2011.

RAMOS, G. Memórias do cárcere. v. 2. Prefácio de Nelson Werneck Sodré. 7. ed. São Paulo: Martins, 1972b.

RAMOS, G. O romance de Jorge Amado. In: RAMOS, G. Linhas tortas. Prefácio de Brito Broca. 5. ed. São Paulo: Martins, 1972a. p. 107-111.

RAMOS, G. Paulo. O Jornal, Rio de Janeiro, ano XIX, n. 5473, capa, 18 abr. 1937c. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/110523_03/37291. Acesso em: 30 out. 2017.

RAMOS, G. Viagem. (Tcheco-Eslováquia – URSS). Prefácio Jorge Amado. 6. ed. São Paulo: Martins, 1972c.

RAMOS, R. Graciliano: retrato fragmentado. Prefácio de Silviano Santiago. 2. ed. São Paulo: Editora Globo, 2011.

SANTIAGO, S. Suas cartas, nossas cartas. In: SANTIAGO, S. Ora (direis) puxar conversa!: ensaios literários. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006. p. 59-95.

SCHMITZ, L. B. de A. Cartas de Graciliano Ramos: caput mortuum de uma vida literária. 2018. 234p. Dissertação (Mestrado em Literatura) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2018.

SCHMITZ, L. B. de A. Cartas de Graciliano Ramos: uma epistolografia do corpo. Revista Entrelaces, Fortaleza, v. 1, n. 16, p. 88-107, abr./jun. 2019.

SODRÉ, N. W. Memórias de um escritor. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1970, v. 1.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Lygia Barbachan de Albuquerque Schmitz

O Eixo e a Roda: Revista de Literatura Brasileira
ISSN 0102-4809 (impressa) / ISSN  2358-9787 (eletrônica)

License

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.