Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Em Tese?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

Em Tese receberá colaborações de doutores e mestres, bem como de alunos regularmente matriculados em programas de pós-graduação de universidades do Brasil e/ou do exterior, cujos textos abordem questões teóricas e críticas pertinentes aos Estudos Literários.

Serão aceitos textos em português, espanhol, francês e inglês.

Só será aceito para publicação, de cada autor ou conjunto de autores, um trabalho (artigo, ensaio, tradução, relato de ensino ou resenha) por edição.

Cada autor ou conjunto de autores poderá publicar apenas um artigo por ano.

A revista se reserva o direito de publicar o artigo na língua original ou em tradução, de acordo com decisão da Editoria, desde que com a anuência do autor.

Os autores devem enviar seus textos para as seções (1) Dossiê, (2) Ensino de Literatura(3) Teoria Literária, Crítica Literária, outras Artes e Mídias(4) Tradução e Edição, (5) Resenhas ou (6) Em Tese.

A revista funciona em esquema de submissão em fluxo contínuo, com exceção da seção Dossiê, que possui chamada temática própria, devendo ser observada a data-limite de envio.

Os trabalhos serão submetidos à aprovação dos membros do Conselho Editorial, o qual poderá sugerir aos autores que revisem seus textos de acordo com as observações indicadas no parecer.

 

1) Artigos e Ensaios

Os autores devem enviar seus trabalhos seguindo as orientações abaixo. Os artigos que não obedecerem a esses requisitos de normalização serão sumariamente recusados.

a. Os autores devem inicialmente se cadastrar no portal da revista e submeter o artigo através do sistema.

b. O arquivo submetido deve estar nos formatos “.docx” (Microsoft Word) ou “.odt” (OpenOffice).

c. Formatação: os artigos e ensaios devem ter entre 10 (dez) e 20 (vinte) páginas (textos com extensão distinta desse padrão serão avaliados inicialmente pela editoria), digitados em Word, fonte Times New Roman, tamanho 12 (com exceção das citações e notas), espaçamento 1,5 entre linhas e parágrafos. As páginas devem ser configuradas no formato A4, sem numeração, com margens de 2 cm, justificadas. Os textos das notas de rodapé: corpo 10, espaço simples, sem adentramento de parágrafo.

d. Título e subtítulo: em Português e em mais uma língua (Inglês, Espanhol ou Francês), na primeira linha, centralizados, negrito, fonte Times New Roman corpo 12, somente primeira letra em maiúscula, com o espaço de uma linha entre ambas versões do título.

e. Indicação de autoria: apenas após o trabalho ser aprovado para publicação, deve ser indicado duas linhas abaixo do título, alinhado à direita, o nome completo seguido de nota de rodapé contendo titulação e instituição, com indicação entre parênteses de cidade e estado em que a instituição se localiza e, em caso de instituição estrangeira, do país.

f. Resumo: resumo em Português e em mais uma língua (Inglês, Espanhol ou Francês). Texto de 150 palavras aproximadamente em fonte Times New Roman, corpo 12, alinhamento justificado, entrelinha simples, três linhas abaixo do nome do autor. O termo “RESUMO” deve estar em caixa alta, sem negrito, seguido de dois pontos.

g. Palavras-chave: devem ser situadas duas linhas abaixo do RESUMO e conter de três a cinco palavras. Colocar o título “PALAVRAS-CHAVE”, em caixa alta, sem negrito, e separar cada termo por ponto-e-vírgula.

Atenção: Traduzir para o inglês, francês ou espanhol o resumo (ABSTRACT, RÉSUMÉ ou RESUMEN) e as palavras-chave (KEYWORDS, MOTS-CLÉS ou PALABRAS-CLAVE): colocar três linhas abaixo do item anterior ("Palavras-chave"), seguindo o mesmo arranjo sugerido acima.

h. Citações:

1) As citações devem seguir o sistema autor-data das normas da ABNT NBR 10520:2002.

2) As formas básicas de citação são apresentadas e exemplificadas a seguir:

Autor de citação situado fora de parênteses: letra inicial maiúscula seguida de minúsculas, com ano e página entre parêntesis.

Segundo Elia (1979, p. 15), a Bopp lançou as bases para a identificação do parentesco entre línguas.

Autor de citação situado entre parênteses: apenas letras maiúsculas seguidas de ano e página.

Sabe-se hoje que não é possível sustentar a tese de que o latim vulgar tenha sido homogêneo (ELIA, 1979, p. 42).

Citação indireta: não usar aspas, mas indicar autor, data e página.

Para Elia (1979, p. 2), há uma relação de parte para o todo entre filologia e linguística.

Citação direta com menos de três linhas: usar aspas duplas, indicando ainda autor, data e página; usar aspas simples para citação dentre da citação.

São chamados de superestratos "[a]s línguas de povos conquistadores que influenciam a língua de povos conquistados sem contudo absorvê-la" (ELIA, 1979, p. 110).

Citação direta com mais de três linhas: parágrafo com recuo de 4 cm, fonte tamanho 10, sem itálico e sem aspas, indicando ao final, entre parênteses, autor, data e página.

Como lembra Elia em relação ao método de Bopp,

[u]m dos mais importantes resultados do método foi a classificação genealógica das línguas, segundo a qual um grupo de línguas é reconduzido ao antepassado comum (eslavo comum, germânico comum, latim comum...) do qual aquelas são fases ou diferenciações. (ELIA, 1979, p. 5)

Intervenções em citação direta: reticências entre colchetes para supressões; interpolações, acréscimos ou comentários entre colchetes; ênfase ou destaque em itálico.

São chamados de superestratos “[a]s línguas de povos conquistadores que influenciam a língua de povos conquistados sem [...] absorvê-la”  (ELIA, 1979, p. 110)

Citação de mais de uma obra de um mesmo autor publicadas no mesmo ano: acrescentar letra minúscula, em ordem alfabética, após a data e sem espaço, tanto no texto quanto nas Referências.

O português tem sido contemplado em estudos românicos no Brasil (ELIA, 1979a, 1979b).

Citação de mais de uma obra de um mesmo autor publicadas em anos diferentes: separar ano por vírgula.

Elia (1961, 1989) tratou da questão do português do Brasil.

Citação de obra com mais de um autor: separar cada autor por ponto-e-vírgula.

As diferenças dialetais entre português brasileiro e lusitano aparecem em diferentes níveis linguísticos (CUNHA; CINTRA, 1985, p. 9-24).

Citação de obra de diferentes autores: separar cada obra por ponto-e-vírgula em ordem alfabética.

A linguística românica tem sido tratada no Brasil por diferentes acadêmicos (ELIA, 1979; MIAZZI, 1976).

Citação de uma obra extraída de outra obra: indicar autor e ano da citação, colocar expressão apud e indicar autor, ano e página da obra em que foi feita a citação.

Como havia assinalado Meillet (1917-1919, p. 230 apud ELIA, 1979, p. 4), “[l]es romanistes imitent trop souvent la grammaire comparée des langues indo-européennes par ses mauvais cotés”.

3) Para os demais casos, recomenda-se a consulta direta ao texto das normas da ABNT NBR 10520:2002.

i. Referências:

1) As referências devem vir após o último elemento do texto ou após os agradecimentos, quando houver. Devem estar em ordem alfabética sem recuo na segunda linha, com alinhamento justificado e sem saltar linha em branco de uma referência para outra.

2) As referências devem seguir as normas da ABNT NBR 6023:2002.

3) As formas básicas de referências são apresentadas e exemplificadas a seguir:

Livro: autor(es) (com prenomes e sobrenomes abreviados), título (em itálico) e subtítulo (sem itálico), edição, local, editora e data de publicação.

ELIA, S. Preparação à linguística românica. 2. ed. rev. e aum. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1979.

Tese, dissertação ou monografia: autor, título, data, número de páginas, tipo de documento, grau, unidade acadêmica, instituição, cidade e data.

PONTES, E. Sobre o conceito de sujeito. 1984. 349 f. Tese (Concurso de professor titular do Departamento de Linguística e Teoria da Literatura) - Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, 1984.

Capítulo de livro: autor(es), título do capítulo, expressão In:, referência completa do livro e paginação. Para capítulo de livro do mesmo autor, usar 5 travessões baixos seguidos de um ponto no lugar do nome do autor. Para organizadores ou coordenadores, emprega-se (Org.). ou (Coord.), respectivamente.

BITTENCOURT, V. A filologia no Brasil. In: GONÇALVES, G. R.; RAVETTI, G. (Orgs.). Lugares críticos: línguas, culturas, literaturas. Belo Horizonte: Orobó/Faculdade de Letras da UFMG, 1998. p. 171-184.

Artigo em periódico: autor(es), título do artigo, título do periódico, local de publicação, volume ou ano, número, paginação inicial e final, data.

DINIZ, D. C. B. Cartas inéditas de Dom Pedro II a Henri Gorceix: tradução e comentário. Caligrama, Belo Horizonte, v. 15, n. 1, p. 125-142, 2010.

Matéria de jornal: autor(es) (se houver), título da matéria, título do jornal, local, data, seção, caderno ou parte do jornal e paginação correspondente.

SALLES, W. A língua de Cesária aproxima o Brasil de Cuba e Cabo Verde. Folha de São Paulo, São Paulo, 28 abr. 2001. Folha Ilustrada, Caderno E, p. 10.

Trabalho publicado apresentado em evento: autor(es), título do trabalho, expressão In:, nome do evento, numeração do evento (se houver), ano e local (cidade) de realização, título do documento (anais, atas, etc.), local, editora, data de publicação e página inicial e final da parte referenciada.

MEGALE, H. Matéria de Bretanha: da França ao ocidente da Península Ibérica. In: ENCONTRO DE ESTUDOS ROMÂNICOS, 2, 1994, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: Departamento de Letras Românicas/Faculdade de Letras/Universidade Federal de Minas Gerais, 1995. p. 11-21.

Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico (bases de dados, sites, programas, mensagens eletrônicas, etc.): autor(es), título do serviço ou produto, versão (se houver) e descrição física do meio eletrônico.

HOUAISS, A. et al. Dicionário eletrônico houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. 1 CD-ROM.

4) Caso alguma das obras referenciadas esteja disponível on-line, deve-se necessariamente indicar seus dados: endereço eletrônico, apresentado entre os sinais < >, precedido da expressão "Disponível em:", e a data de acesso ao documento (dia, mês abreviado e ano completo, separados apenas por espaço), precedida da expressão "Acesso em:".

DINIZ, D. C. B. Cartas inéditas de Dom Pedro II a Henri Gorceix: tradução e comentário. Caligrama, Belo Horizonte, v. 15, n. 1, p. 125-142, 2010. Disponível em: <http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/caligrama/article/view/155/109>. Acesso em: 31 out. 2014.

4) Para os demais casos, recomenda-se consulta direta ao texto das normas da ABNT NBR 6023:2002.

 

2) Traduções

Serão aceitas traduções de textos inéditos para a língua portuguesa, devidamente acompanhadas da autorização do titular dos direitos autorais, quando for o caso. Podem ser enviadas traduções completas, parciais ou abreviadas (nos dois últimos casos é necessário especificar as partes traduzidas e as excluídas). Os dados do tradutor devem seguir a formatação proposta para artigos. O autor da tradução poderá criar um título para a mesma. Nesse caso, as referências completas da obra traduzida devem aparecer abaixo desse título. Também serão aceitas traduções cujo título seja a própria referência da obra traduzida. Indicar o ISSN (International Standard Serial Number) ou ISBN (International Standard Book Number). As traduções deverão ter no máximo 20 páginas, incluindo referências bibliográficas, ilustrações, gráficos e tabelas. Trabalhos maiores do que esse padrão serão avaliados pela editoria.

 

3) Resenhas

Serão aceitas resenhas de livros, peças teatrais, performances, instalações, filmes ou álbuns de música produzidos há no máximo 5 anos. As resenhas devem ter entre 3 e 6 páginas (sem contar bibliografia). O autor da resenha poderá criar um título para a mesma. Nesse caso, as referências completas da obra resenhada devem aparecer abaixo desse título. Também serão aceitas resenhas cujo título seja a própria referência da obra resenhada. A formatação do texto deve seguir os padrões apresentados para os artigos, mas sem o resumo e as palavras-chave. As resenhas devem ser elaboradas por doutores, mestres ou pós-graduandos.

 

4) Relatos de ensino

Serão aceitas submissões de relatos de ensino para a seção Ensino de Literatura. Relatos devem ser centralizados em uma prática (ou conjunto de práticas) ou ação de ensino concreta, a partir da qual uma reflexão crítica é realizada. Os relatos devem seguir as mesmas orientações dos artigos e ensaios.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  2. A contribuição é original e inédita, não podendo ter sido também submetida a outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".

  3. Todas as submissões devem observar e seguir as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega.
 

Declaração de Direito Autoral

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

1. Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

2. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

3. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (veja O Efeito Acesso Livre).

 

Política de Privacidade

Os nomes e demais dados enviados a essa revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.